Mavsa Resort conclui rebrading e apresenta nova marca

Mavsa Resort - nova marcaProjeto de rebranding do Mavsa durou dois anos

Família, acolhimento e conforto através de uma estrada mágica e lúdica. Embora já desconfiasse, um projeto de rebranding possibilitou Mavsa Resort Convention & Spa encontrar seus reais propósito e essência. O resultado final disso tudo, que redundou em novas marca e estrutura, foi apresentado sábado (15) à noite, em cerimônia para convidados no empreendimento.

Com duração de dois anos, o projeto de rebranding foi liderado pela Troiano Branding. “Foi um trabalho profundo. Precisávamos saber quem são as pessoas que nos visitam, o que elas fazem e o que gostam. Em cima disso, descobrimos várias coisas”, explicou Jaime Troiano, sócio da empresa.

Entre elas, alguns insights importantes. “Descobrimos que Mavsa é família, acolhimento e também conforto, além de lúdico”, disse Troiano, destacando que, a partir dessas informações, foi possível criar a plataforma de identidade que levou à nova marca. “A logo e cores transmitem exatamente o que representa a personalidade do Mavsa”, acrescentou o investidor e proprietário do resort, Ademar Fakri Vasconcellos.

Mavsa Resort: estrutura

Já a estrutura do Mavsa passou a ser dividida em seis “mundos”: Mundo Animal; Mundo de Aventuras; Mundo Encantado; Mundo dos Encontros, Mundo dos Sonhos; e o Mundo Tropical. “Vivo 24h por dia para criar projetos de felicidade. É minha busca e me orgulho disso. O que lançamos hoje, é o fortalecimento da nossa essência. O projeto foi muito estudado e as razões que o moveram foi o aperfeiçoamento dos nossos anseios”, afirmou Vasconcellos.

Mavsa Resort - equipe de gerentesNilva (ao centro) com a equipe de gerentes do Mavsa

Há 15 anos no Mavsa, Nilva Meirelles, subgerente geral do resort, apresentou alguns números do empreendimento. Entre eles, o fato do resort já ter recebido 200 mil pessoas ao longo de sua história. “Somos ainda responsáveis por 20% da economia de Cesário Lange. Por fim, estamos satisfeitos com os indicadores de 2018: alta de 10% na ocupação e de 21% no segmento de eventos no primeiro semestre, o estimulou a inauguração recente da sala de eventos”, revelou. 

Para encerrar o evento, Vasconcellos relembrou um pouco da trajetória do Mavsa. “Quando comprei esse terreno, há 20 anos, já sabia o que queria. Um lugar que reunisse diferentes tipos de culturas e características. Esse sempre foi o meu propósito”, disse. “Criticavam-me, diziam que a região não tinha turismo e mão de obra qualificada. Foi a aí que pensei: está aí a oportunidade”, completa.

(*) Crédito das fotos: Vinicius Medeiros/Hotelier News

Comentários