Mercure Goiânia cultiva ervas aromáticas e vegetais no 8º andar do hotel

Mercure Goiânia - horta orgânicaMarra (em primeiro plano) e Oliveira: horta fica no 8º andar

Os colaboradores do Mercure Goiânia estão colhendo frutos (literalmente) do primeiro semestre. Depois de plantar sementes e mudas em abril, a unidade possui hoje mais de 40 variedades de vegetais, entre ervas aromáticas e plantas alimentares não convencionais, para utilização da sua cozinha. As culturas ficam dispostas em uma área de 50 metros quadrados (m²), no oitavo andar do hotel.

“É um resgate à tradição dos quintais. Alguns hóspedes pegaram, por exemplo, ramos de poejo para fazer chá para o neto”, conta Humberto Marra, chef do Mercure Goiânia e um dos responsáveis por grande parte das mudas do espaço.

Para Geraldo Oliveira, gerente-geral do Mercure Goiânia, a horta proporciona um espaço verde dentro de um centro urbano. "A ideia principal é a autossuficiência, utilizando os alimentos nas refeições de colaboradores e clientes", explica.

Mercure Goiânia: Planet 21

A iniciativa integra as ações desenvolvidas dentro do Planet 21, programa de desenvolvimento sustentável da AccorHotels. Entre outras ações, o projeto incentiva o cultivo e consumo de produtos orgânicos. Atualmente, 149 hotéis da rede francesa na América do Sul têm implantada uma horta urbana.

No Mercure Goiânia, as primeiras mudas a chegar foram sementes de manjericão, tomilho, alecrim, cebolinha, cidreira, melissa e poejo. Depois, plantas alimentares não convencionais, como ora pro nobis, taioba, beldroega e bertália.

"Um retorno muito positivo da ação, além de alimentar, é o cuidado da equipe com a manutenção do local", diz Oliveita "Toda a manutenção é realizada de forma voluntária pelos profissionais que atuam no hotel", finaliza.

(*) Crédito da foto: Divulgação/Mercure Goiânia

Comentários