Mesmo com alta na oferta, Gol vê demanda doméstica subir 2,9% em novembro

Gol Linhas Aéreas - performance novembroNo período, demanda total subiu 5,7%; oferta cresceu 4%

Em comunicado divulgado ontem (5) à noite, a Gol Linhas Aéreas Inteligentes anunciou os dados de tráfego de passageiros de novembro. No período, oferta e a demanda doméstica aumentaram 1,1% e 2,9%, respectivamente. Já a ocupação média bateu em 83,7%, alta de 1,5 ponto percentual. A base de comparação é contra igual mês de 2017.

Com os indicadores, a companhia aérea consegue reverter tendência que se repetiu nos últimos meses. Em outubro, por exemplo, oferta de voos domésticos teve queda de 0,1% frente a igual mês de 2017. Já a demanda recuou 1,9% na mesma base de comparação. Em setembro, o desempenho fora parecido, com decréscimo nos dois KPIs.

Gol Linhas Aéreas: internacional

O mercado externo foi destaque em novembro, com a companhia atingindo alta de dois dígitos tanto em oferta, quanto na demanda. No período, o primeiro indicador avançou 27,5%, enquanto o segundo subiu 30,8%, respectivamente. Já a taxa de ocupação fechou o mês em 76%, aumento de 1,9 ponto percentual. A base de análise também é em relação a igual mês de 2017.

Com isso, a oferta total (doméstico e internacional) da Gol Linhas Aéreas Inteligentes cresceu 4% em novembro. Já a demanda total teve desempenho um pouco superior, com alta de 5,7% ante igual período de 2017. Por fim, a taxa de ocupação consolidada ficou em 82,6%.

Os bons indicadores vêm em um momento em que a companhia aérea executa uma reorganização para incorporar o programa de fidelidade Smiles. Na avaliação de especialistas ouvidos pela Reuters, esse processo deve levar cerca de três meses.

(*) Crédito da Foto: wilkernet/Pixabay

Comentários