MHB Hotelaria lança Prime Salles, empresa de consultoria e capacitação hoteleira

MHB Hotelaria- prime sallesRamos: Buscamos manter e aprimorar cada vez mais nosso portfólio

Com faturamento de R$ 29 milhões em 2018, a rede mineira MHB Hotelaria alça novos voos em 2019. Indo em sentido contrário da maioria do mercado, o grupo lançou a Prime Salles, unidade de negócio que oferece consultoria hoteleira e capacitação de profissionais. Com o conceito de gestão compartilhada, a empresa não busca vender bandeiras, mas sim módulos.

Segundo Pablo Ramos, diretor administrativo da MHB, o objetivo do serviço é dar suporte a empreendimentos independentes que possuem desfalques em determinados departamentos. “Estamos redesenhando a Prime Salles, que já existe há dois anos. Criamos um negócio dentro do negócio”, explica. “Oferecemos gestão de módulos. Visamos expandir a operação comercial, corporativa, jurídica, enfim, todos os setores que existem dentro de um hotel”, salienta.

Por meio de plataformas internacionais, a Prime Salles demanda apresentar soluções para falhas operacionais. “A ideia não é vender a nossa bandeira, é disponibilizar know-how por categorias”, complementa Ramos. A empresa também tem projetos de capacitação online para profissionais hoteleiros que almejam se aprimorar. 

Atualmente, a unidade conta com quatro clientes em sua cartela, todos no estado de Minas Gerais. Entre eles estão: Resort Magnífico, em Monte Verde; Havana Palace Hotel, em Uberaba e Amazonas Palace, em Belo Horizonte.

MHB Hotelaria: resultados e projeções

No ano passado, a MHB apresentou crescimento de 52,3% em relação a 2017. A diária média anual chegou a R$ 147,84 e RevPar R$ 77,45. Para 2019, os planos não são de expansão, mas de manutenção e entrega de resultados. “Manteremos o foco no que já temos. Acreditamos na distribuição de resultados cada vez mais satisfatórios em nossa cartela de hotéis”, afirma Ramos. Aliado a isso, a rede abrirá quatro novos produtos – dois em Belo Horizonte, um em Andradas e outro em São João Nepomuceno. 

(*) Crédito da foto: Arquivo pessoal

 

Comentários