Ministério do Turismo lança Política Nacional de Qualificação no Turismo

Política Nacional de Qualificação no TurismoO ministro prevê a criação de 2 milhões de empregos no setor

Marx Beltrão, ministro do Turismo, lançou ontem (27) a Política Nacional de Qualificação no Turismo. O documento, que estabelece diretrizes para o país alcançar excelência no atendimento ao turista, contou com a participação de representantes da cadeia produtiva, do terceiro setor e de gestores públicos.

Com a implementação do plano será possível criar de ações que visem melhorar a qualidade dos serviços turísticos, bem como consolidar o turismo como uma atividade geradora de inclusão social, renda e empregos. Previsão do MTur (Ministério do Turismo), por exemplo, aposta na criação de 2 milhões de vagas no setor até 2022. “O turismo gera um de cada 10 empregos no mundo, o que demonstra a dimensão desta atividade no contexto da economia global. No Brasil, o setor emprega 7 milhões de pessoas, direta e indiretamente, e a meta é chegar a 9 milhões de empregos até 2022", comenta Beltrão.

O setor empresarial, representado por Osório Naves, da Confederação Nacional de Turismo (CNTur), reconhece a necessidade da nova política de qualificação priorizar a base dos serviços turísticos, sem esquecer da gestão.

“Os municípios que já investem em educação para o turismo, desde o ensino fundamental, como Gramado (RS) e Canela (RS), têm o setor como principal atividade econômica”, ressalta o prefeito de Santo Ângelo (RS), Márcio Nascimento, da Confederação Nacional dos Municípios.

Política Nacional da Qualificação no Turismo: diretrizes

O projeto está alinhado às metas globais anunciadas do Plano Nacional de Turismo (PNT), que foram divulgadas também nesta terça-feira (27). De acordo com o novo documento, o Brasil deverá aumentar o fluxo de turistas nacionais e internacionais, além de ampliar a receita gerada pelos estrangeiros.

(*) Crédito da foto: arquivo HN/Filip Calixto

Comentários