Moradores: ponto positivo para empreendimentos hoteleiros

Morar em hotéis é uma necessidade para muitos hóspedes. Em todo o país vemos pessoas que, por inúmeras razões, fazem dos empreendimentos hoteleiros verdadeiros lares. Ponto positivo para o setor pois isso significa, no mínimo, que o meio de hospedagem é confortável e possui bons serviços.

 

A equipe do Hôtelier News conversou com hoteleiros de Belo Horizonte, Curitiba, Foz do Iguaçu, São Paulo e do Rio de Janeiro e questionou: como é ter hóspedes moradores?

 

Por Aline Cambuy, Gio Ahmad, Karina Miotto e Rhaiane Sodré

 

Com a palavra...
 
 

...Maarten Van Sluys, gerente geral do Caesar Business Belo Horizonte

 
 (fotos: divulgação)
 

“O hóspede morador possui algumas peculiaridades que, se observadas, podem muito bem contribuir para o sucesso da operação. São fatores positivos: a garantia de receita, já que resulta em menor esforço e custo de vendas; vínculo de longo prazo, possibilitando muitas vezes estreitamento das relações comerciais e propiciando a ampliação desse relacionamento em torno do universo de negócios do cliente; e a perspectiva de melhoria constante dos serviços objetivando atender às necessidades do morador. Como esse tipo de hóspede fica muito tempo na unidade, observa aquilo que nem sempre está sendo notado pelos gestores, como possíveis falhas e oportunidades não exploradas. Contudo, o hoteleiro que souber e tiver habilidades para extrair informações junto ao cliente morador terá uma espécie de consultoria gratuita.”

 

O executivo conta ainda que, apesar dos aspectos positivos, nem tudo são flores. Exemplo disso é quando o cliente passa a desejar cada vez mais serviços à sua disposição, alguns destes inviáveis de serem atendidos. Não raro eles começam a tomar liberdades em demasia com colaboradores, que na ânsia de agradar acabam por infringir regras básicas. Alguns se acham no direito até de exigir que uma determinada pessoa faça a arrumação de sua UH. Outra ação comum diz respeito à extensão no horário de serviços como room service. O horário de atendimento vai até 2h, mas às vezes o cliente, por ser morador e se achar com mais direitos que os demais, solicita atendimento às 4h e quer ser atendido a todo custo.

 

Para Sluys, que já vivenciou essa relação com hóspedes moradores em diferentes empreendimentos, é uma experiência gratificante. Aprende-se muito com esse perfil de cliente. “E a hotelaria é isso, um aprendizado contínuo, uma indústria dinâmica e em constante evolução.”  

 

 

...Denise Lorenzon, diretora comercial do Lizon Curitiba Hotel



 

“Recebemos muitos moradores. É comum a procura de hóspedes por reservas que variam entre 30 e 120 dias. Apesar das tarifas destes clientes serem cerca de 15% menores que as demais, o hotel tem bastante a ganhar. O hóspede que fica por tempo prolongado acaba consumindo outros pontos de venda, como lavanderia e restaurante.”

 

O empreendimento, localizado no coração da capital paranaense, na avenida Sete de Setembro, no centro, fica próximo a lugares importantes como a rodoferroviária, o Embratel Estação Convention Center, além de várias empresas e grandes shoppings. O hotel também tem fácil acesso ao aeroporto e à Cidade Industrial de Curitiba. Atualmente o Lizon possui dois hóspedes moradores, ambos do interior de São Paulo.

 

 

...Siclei Moura, gerente de Contas do Bella Itália Hotel, em Foz do Iguaçu



 
A maioria de nossos hóspedes moradores está na cidade para trabalhar na Itaipu Binacional ou em outras grandes empresas. Normalmente são executivos oriundos de São Paulo ou Curitiba que passam a semana em Foz e, nos fins de semana, retornam para suas casas. Hoje o hotel conta com dois hóspedes moradores. Um deles está hospedado aqui há dez anos.”

O Bella Itália conta com 135 UHs, além de piscina e academia, e está em operação há 16 anos.

 

 

...Soraya Goulenko, gerente de Relacionamento do Sheraton Barra Hotel & Suítes, no Rio de Janeiro

 
 

“As motivações que levam as pessoas a residirem em um hotel são diversas. Muitos proprietários moram fora do Rio de Janeiro e utilizam seus apartamentos em períodos de férias e feriados com a família. No hotel temos executivos de grandes empresas que, além de residirem, usufruem de todas as facilidades que a estrutura cinco estrelas do Sheraton Barra oferece. Além desses há os que moram no Rio, mas utilizam o apartamento em fins de semana e feriados. E existe o caso do proprietário que possui residência fixa motivado principalmente pelos serviços oferecidos e pelo tratamento personalizado que recebe.”

 

Desde sua inauguração, em agosto de 2003, o Sheraton Barra Hotel & Suítes, localizado na Barra da Tijuca, conta com hóspedes moradores. O empreendimento tem 324 UHs, serviços de massagem e estética, sauna (masculina e feminina), piscinas aquecida e infantil, duas hidromassagens instaladas ao ar livre, playground, sala de recreação infantil, quadra de squash, fitness center e serviço de praia.

 

As vantagens são grandes e se resumem em conforto e mordomia, já que o hotel dispõe de arrumação diária, serviço de manutenção, lavanderia, toda estrutura de alimentos e bebidas (room service 24 horas, restaurante e bar), concierge, recepção, telefonia 24 horas, internet e business center. 

 

 
...Rodrigo Chediek, chefe de recepção do Novotel Jaraguá
 
 
“Atualmente seis pessoas vivem no hotel. Em dezembro de 2005 recebemos um morador pela primeira vez, quando fazia dois meses que a Accor havia assumido o empreendimento. Vale a pena ter esse tipo de hóspedes pois eles remetem a ocupação e receita dos apartamentos garantidos, além da oferta de melhores serviços, já que há proximidade e melhor relacionamento com a pessoa. Por exemplo, temos um morador que só consome água com gás e suco no minibar. Sendo assim, todos os dias fazemos a reposição somente desses itens. Outros gostam de travesseiros mais altos ou baixos e, quando chegam no apartamento, encontram tudo organizado e arrumado conforme sua preferência.”

O Novotel Jaraguá está localizado no centro de São Paulo e possui 415 apartamentos.

Serviço
www.accorhotels.com.br

Comentários