Mtur: 95,4% dos turistas que visitam o Brasil querem voltar

Mtur- turistasEstudo foi realizado com 39 mil viajantes

Os resultados da Demanda Turística Internacional foram divulgados ontem (11) pelo Mtur (Ministério do Turismo). A pesquisa realizada com 39 mil viajantes estrangeiros em 2018 apontou que 87,7% dos turistas ficaram satisfeitos com a experiência no Brasil e 95,4% alegaram pretender voltar ao país. 

O turismo brasileiro registrou 6,6 milhões de chegadas internacionais – o que representa uma elevação de 0,5% em relação a 2017. O número de turistas provenientes das nacionalidades isentas de visto eletrônico (Austrália, Canadá, Estados Unidos e Japão) aumentou 15,73%. Os canadenses foram os que mais aproveitaram a mudança, com salto de 45,3%; seguidos dos australianos, com 24,7%; norte-americanos, com 13,3% e japoneses, com 5,5%. A partir do dia 17 deste mês, viajantes dos quatro países não precisarão apresentar visto para entrar no Brasil.

 “Os resultados deste projeto piloto, iniciado há um ano, mostram que estamos no caminho certo para alavancar o turismo brasileiro e posicioná-lo entre os grandes destinos internacionais. Temos a expectativa de que, com a isenção de visto para esses quatro países, os próximos resultados sejam ainda mais expressivos. A economia brasileira tem muito a ganhar com medidas como esta”, comemorou Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo.

Os principais emissores de turistas para o Brasil são a Argentina (2,4 milhões); Estados Unidos (538,5 mil) e Chile (387,4 mil). Mais da metade dos viajantes vem ao país a lazer, cerca de 58,8%, seguidos de viajantes de negócios, eventos e convenções (13,5%) e outros 27,7% visitam por outras motivações. 

O Rio de Janeiro segue como líder no ranking de destinos de lazer, na frente de Florianópolis e Foz do Iguaçu. No turismo de negócios, São Paulo se mantava na primeira posição, seguido de Rio de Janeiro e Curitiba – no segundo e terceiro lugar.

O segmento aéreo continua sendo a forma mais utilizada pelos viajantes internacionais, cerca de 4,3 milhões passageiros que representam um crescimento de 3,35% frente a 2017. O destaque vai para o aumento de 102% na entrada de turistas pelo mar, atingindo os 105,5%.  “O crescimento da chegada de turistas no segmento marítimo já é uma resposta às ações que vêm sendo trabalhadas para incentivar o setor, com a abertura de novas rotas e aumento de leitos e navios em nossa costa”, comentou o ministro. Apesar de ter sido a forma escolhida por 2,0 milhões de estrangeiros que desembarcaram no Brasil, as entradas por meio terrestre em 2018 reduziram 7,2% em relação a 2017.

Mtur: avaliação

A recepção e hospitalidade brasileira foi o item mais bem avaliado pelos estrangeiros, com aprovação de 97,9%. Em seguida, os alojamentos causaram 96,7% de satisfação; gastronomia, 95,9% e restaurantes, 95,8%. 

No quesito tempo de estadia, os europeus são os que permanecem mais tempo no Brasil, cerca de 23,6 pernoites, seguidos pelos turistas da Ásia, Oceania e América Central, com 22,7 pernoites.
Pelo quinto ano seguido, a internet foi a fonte mais procurada por turistas na hora de obter informações sobre o destino. O número corresponde a 55,7% sobre os pontos turísticos do país. 

O levantamento mostrou que três em cada 10 entrevistados visitaram o Brasil pela primeira vez em 2018.O estudo foi encomendado pelo Ministério do Turismo e realizado pela FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

(*) Crédito da foto: Bruna Prado/Mtur

Comentários