MTur certifica mais de 4 mil alunos em cursos online

Mtur - cursos online

Promovidos ao longo do ano passado e deste ano, os cursos online ofertados pelo MTur (Ministério do Turismo) formaram 4,2 mil pessoas. O prazo de conclusão dos módulos oferecidos pelos canais Brasil Braços Abertos (BBA) e Gestor de Turismo (CGT) aconteceu na semana passado – as inscrições haviam acabado em outubro. São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia foram os estados com o maior número de participantes.

Segundo Aluizer Malab, os cursos têm importância estratégica. Para o secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo do MTur, a qualificação é um dos primeiros passos para aprimorar os serviços turísticos. “Queremos qualificar o maior número de profissionais do setor turístico para melhorarmos a qualidade e ampliarmos o atendimento aos turistas no Brasil. É dessa forma que geraremos mais empregos e renda para o país”, diz.

O curso de Atendimento ao Turista, realizado pelo BBA, teve como público-alvo maiores de 15 anos. Os módulos totalizavam 80 horas-aula e, ao fim, o participante ganhava um certificado válido como curso de extensão. Já o curso Gestor de Turismo teve como público-alvo maiores de 18 anos, preferencialmente gestores públicos e de empreendimentos privados de qualquer atividade relacionada ao setor. O curso de 50 horas foi dividido em 35 unidades e era váldo

MTur consegue boa avaliação

Os cursos são destinados a interessados em ingressar neste mercado de trabalho e aos que já atuam no setor, caso da guia de turismo Eliana Barbosa. Residente em Brasília, ela concluiu o curso de atendimento ao turista e já vê resultados positivos no seu dia a dia profissional.

“Após a formação, pude ver melhor o lado dos nossos clientes, suas expectativas e frustrações, bem como identificar soluções para melhor atender os diferentes tipos de público e seus diversos interesses e objetivos”, relata.

Já o turismólogo Fábio Grizoto, de Itu (SP), aprimorou seus conhecimentos na área de gestão em turismo. “Este curso me ajudou a adquirir mais conhecimentos para elaborar novos projetos na área de turismo, como funcionam as licitações e o sistema Siconv”, finaliza.

(*) Crédito da capa: geralt/Pixabay

(**) Crédito da foto: PublicCo/Pixabay

Comentários