MTur direciona R$ 62 milhões para reativar economia turística de Brumadinho (MG)

Mtur brumadinho auxílio turismoMinistro se reúne com responsáveis pelas buscas

MTur (Ministério do Turismo) confirmou, na manhã de sábado (16), auxílio de R$ 62 milhões para Brumadinho (MG) e região. O anúncio foi feito durante visita do ministro Marcelo Álvaro Antônio à área afetada pelo rompimento da barragem da Vale. A quantia tem origem no Fungetur (Fundo Geral de Turismo) e será direcionada ao BDMG (Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais) para reativar a economia turística local. 

“O momento é de luto e consternação, mas nós do governo federal estamos com corações, olhos e canetas voltados para o auxílio a toda comunidade atingida. Precisamos agir agora e evitar que as circunstâncias aprofundem ainda mais as feridas dessa tragédia. O turismo vai devolver esperança à cidade”, diz o ministro.

O crédito de R$ 62 milhões será disponibilizado para prestadores de serviços turísticos cadastrados regularmente no Cadastur, que já tem 80 mil inscritos nacionalmente. Condições especiais, como prazos de pagamento ampliados e encargos reduzidos, serão oferecidas. 

Técnicos do MTur fizeram um mapeamento e identificaram 7,2 mil empresários aptos a receber os recursos, voltados para microempresas. Entre eles, meios de hospedagem, agências de viagem, locadoras de veículos e transportadoras turísticas.

“Vamos trabalhar para que os municípios que já desenvolvem o turismo como alternativa econômica possam estruturar serviços e usar o turismo como modelo de recuperação econômica”, afirma Antônio.

MTur: memorial

O ministro também anunciou a construção do memorial em homenagem às vítimas do rompimento. “Esse crime não pode ser esquecido. A lama não vai encobrir ou apagar a história. Memoriais evitam que novos crimes semelhantes ocorram, porque não nos deixam esquecer tamanha dor”, acredita o ministro. 

A barragem de Brumadinho, localizada na região do Córrego do Feijão, propriedade da Vale, rompeu no dia 25 de janeiro. Atualmente, o número de mortos é de 166 em decorrência do mar de lama tóxica que envolveu a cidade. Ainda há 144 desaparecidos.

(*) Crédito da foto: Roberto Castro/MTur (Ministério do Turismo)

Comentários