Mtur: movimento em museus teve alta de 31% no 1º semestre

mtur- museusMuseu da Inconfidência (MG) foi um dos mais visitados

O turismo cultural está em alta no Brasil. Segundo o Mtur (Ministério do Turismo), no primeiro semestre deste ano, o movimento em museus cresceu 31% frente ao mesmo período em 2018. Considerando apenas os mais visitados nos últimos dois anos - Museu da Inconfidência (MG), Museu da República (RJ), Museu Imperial (RJ) e Museu Nacional de Belas Artes (RJ), os números sobem para 43,5%.

No ano passado, cerca de 313,7 mil pessoas visitaram as instituições. Nos primeiros seis meses de 2019, o número chegou a 450,2 mil. Os dados fazem parte do levantamento realizado pelo Ibram (Instituto Brasileiro de Museus), que levou em consideração aqueles vinculados à autarquia do Ministério da Cidadania. Criado em 2009, o órgão é responsável pela PNM (Política Nacional de Museus) e administra diretamente 30 museus no país.

Mtur: mais visitados

Em Petrópolis (RJ), o Museu Imperial foi o mais visitado no primeiro semestre dos últimos anos. Em 2018, foram 159 mil pessoas e, este ano, 183,6 mil. O Museu da República, na capital fluminense, foi a instituição que registrou o maior crescimento: saltou de 58,8 mil visitas de janeiro a junho do ano passado para 105,9 mil este ano.

O Museu da Inconfidência, em Ouro Preto (MG), teve público de 96,7 mil em 2019 frente a 64,8 mil em 2018. Também no Rio de Janeiro, o Museu Nacional de Belas Artes passou de 30,9 mil visitantes para 63,9 mil.

O Mtur vem dando maior apoio ao turismo cultural no Brasil. Desde sua criação, em 2003, a pasta destinou recursos em projetos de estruturação para diversos museus espalhados pelo país. Ao todo, 653 centros culturais e museus receberam repasse de R$ 313 milhões.

(*) Crédito da foto: Pedro Vilela/Mtur

Comentários