MTur: quase metade da hotelaria projeta faturamento até julho

Mtur - pesquisa hoteleirosHotelaria prevê também elevar os investimentos este ano

O MTur (Ministério do Turismo) divulgou hoje (28) dados da pesquisa realizada com meios de hospedagem de todo Brasil. Na enquete, mais do que uma avaliação de 2018, consta também a expectativa geral do setor com 2019. Feito com 682 empreendimentos espalhados pelo país, o levantamento mostra que o setor está otimista. Segundo o estudo, 47,8% dos hoteleiros estimam aumento de faturamento até julho de 2019.

O percentual atingido é o mais alto verificado desde o início da pesquisa, em janeiro de 2018. Ainda segundo o estudo, os hoteleiros paulistas são os mais otimistas em relação ao faturamento, com 59,8% afirmando que preveem aumento. Na sequência aparecem empresários mineiros (59,3%) e pernambucos (56,3%).

O levantamento aponta também que 67,6% dos hoteleiros pretendem investir nos próximos meses. Entre os entrevistados, os pernambucanos foram os mais otimistas, com 25% revelando que vão investir mais.  Empresários do Rio Grande do Norte (23,1%) e de Minas Gerais (22%) aparecem a seguir. 

“O segmento de hospedagem é de extrema relevância para o turismo. Por isso, funciona como um termômetro para medir o desempenho do setor como um todo”, afirma Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo. “Se os hoteleiros estão otimistas é um bom sinal para a economia do turismo”, completa.

MTur: mais dados 

Na avaliação regional, as regiões Norte (21,2%) e Centro-Oeste (19,9%) possuem o maior número de hoteleiros dispostos a investir. Hoteleiros do Sudeste (17,6%), Nordeste (17,3%) e Sul (11,9%) aparentam estar um pouco menos otimistas.

Ainda assim, a região Sudeste – maior polo hoteleiro do país – foi a que apresentou maior perspectiva de aumento de faturamento. Por lá, 54,9% dos empresários entrevistados esperam elevar a receita. Em seguida estão hoteleiros do Centro-Oeste (46%) e do Nordeste (43,4%).

A avaliação está em linha com a perspectiva do FOHB (Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil). Em entrevista ao Hotelier News, Alexandre Gehlen, presidente da entidade, acredita que chegou a hora do setor elevar as tarifas em 2019. “A projeção é de elevação de 8% a 10% na diária média. Agora, se a economia crescer de maneira pujante, poderemos ter surpresa positiva”, disse Gehlen, na ocasião.

(*) Crédito da foto: MichaelGaida/Pixabay

Comentários