Nordeste passa a ser promovido como produto turístico unificado

nordeste- campanhaSecretários se reuniram ontem (13) em Fortaleza

Representantes das Secretarias de Turismo dos estados do Nordeste se reuniram ontem (13), em Fortaleza (CE), para discutir ações de marketing visando impulsionar o turismo na alta temporada. No encontro, os estados decidiram por passar a promover a região como um produto turístico unificado, incentivando a aviação nacional e minimizando os impactos gerados pelas manchas de óleo nas praias da costa.

Fausto Franco, secretário de Turismo da Bahia, reforçou a importância da união entre os estados na divulgação do destino, considerando que o setor é um importante gerador de emprego e renda, com participação expressiva na economia. “O turismo é fundamental para a economia do Nordeste. Na Bahia, a atividade é responsável pela geração de milhares de postos de trabalho. Por isso, esse esforço concentrado ajudará muito a termos uma alta estação aquecida”, disse.

Outros representantes da pasta seguem a mesma opinião de Franco. Arialdo Pinho, secretário de Turismo do Ceará, pontuou que individualmente os estados já possuem grande potencial e unidos "podemos dar um salto grande e concorrer com destinos até do exterior. Somos fortes e, juntos, podemos ter mais força para pleitearmos verbas e ações junto ao Governo Federal, por exemplo".

Além da unificação do destino, a reunião também debateu outros pontos importantes como conectividade na região e os subsídios para fortalecer a malha aérea, puxada principalmente por Ceará e Bahia. Os dois estados se responsabilizaram por montar um projeto para buscar apoio junto do governo federal para fortalecer o setor.

Nordeste: CVC

A CVC se comprometeu em intensificar a divulgação do Nordeste até o fim do ano, auxiliando no incremento do turismo na região e minimizando os efeitos do vazamento de óleo. "Essa ideia de nos unirmos surgiu em uma reunião na Abav Expo, com o objetivo de estarmos mais próximos. Temos muitos pontos em comum. Por isso, precisamos estar mais fortes. Ainda tivemos o episódio do vazamento de óleo, o que nos uniu ainda mais", aponta o secretário Rodrigo Novaes, de Pernambuco.

Outro assunto pautado foi a participação dos estados em conjunto nas principais feiras de turismo do mundo. "Vamos tentar fechar um calendário unificado e participarmos juntos de alguns eventos do setor", detalha Franco.

Os estados também vão buscar recursos do Ministério do Turismo e da Embratur para investir em publicidade e reverter a imagem gerada pelo vazamento de óleo nas praias da região.

(*) Crédito da foto: Divulgação/Setur-BA

Comentários