Ocupação hoteleira no Brasil cresce 10,2% em janeiro, informa STR

Ocupação hoteleira - Porto AlegreO mercado de Porto Alegre vem registrando bom desempenho

A hotelaria nacional colheu bons resultados em janeiro. Três importantes indicadores subiram no primeiro mês do ano frente igual período de 2017. A ocupação avançou +10,2%, enquanto a diária média cresceu 1,4% (para R$ 298,44) e o RevPAR 11,7% (para R$ 161,64). Os dados são da consultoria STR.

O salto ano a ano em ocupação foi o mais alto desde fevereiro de 2011, informa a STR. Além disso, após declínio durante 13 meses consecutivos, o mercado brasileiro chega a quatro meses com expansão de RevPar. Desses, três foram de dois dígitos.

Ocupação hoteleira no Brasil

Nos 12 meses que terminaram em janeiro, a hotelaria nacional registrou alta de ocupação de 2,3% (para 53,4%) frente a igual período anterior. Destaque para Belo Horizonte (+10,7%, para 53,3%), Brasília (+10,2%/48,5%), Manaus (+10%/48,6%), Fortaleza (+9,8%/59,3%), Salvador (+ 9%/54,0%) e Recife (+8,3%/56,6%). 

Houve, contudo, recuo na diária média de 11,2%, para R$ 278,93 de janeiro de 2017 a janeiro de 2018. Com isso, a maioria dos principais mercados brasileiros teve desempenho negativo. A exceção foi Porto Alegre, cujo indicador avançou 7,1% na mesma base de comparação, para R$ 241,40.

A diminuição de 6,8% na ocupação da hotelaria carioca, somada à queda de 34,3% na diária média na cidade, influenciou o resultado do restante do país para o período de 12 meses, encerrado em janeiro. Neste mês especificamente, contudo, o desempenho foi positivo: alta de 20,7% na ocupação, com menor declínio na diária média (-6,2%).

No geral, em janeiro, oito dos 10 mercados analisados pela STR mostraram aumento na ocupação. Sete cidades registraram crescimento na diária média no período, liderado mais uma vez por Porto Alegre (+11,7%, para R$ 233,47).

Para o restante do ano, com a implementação do e-Visa, cuja criação aumentou em 76% o número de pedido de vistos de entrada no país no primeiro bimestre, a expectativa de resultados melhores, aponta a STR.

(*) Crédito da foto: ClaudioBender/Pixabay

Comentários