Portland's White House (EUA): cama e café na casa branca

(fotos: Karina Miotto)
Uma pesquisa pela internet rapidamente me colocou de encontro a um cama e café de puro requinte. O próprio nome já transmitia essa idéia: Portland's White House Bed & Breakfast.
Por Karina Miotto
Lanning, o proprietário do empreendimento
Lanning tem 50 e poucos anos e durante muitos investiu no mercado imobiliário. Entre uma busca e outra, encontrou em Portland, no estado de Oregon (EUA), uma mansão de 1911 levantada por um madeireiro. Não se tratava simplesmente de uma casa cara, mas sim do imóvel mais caro da cidade inteira.
Fachada do Portland's White House Bed & Breakfast...
...e sua lateral...
...onde há flores no jardim
A cidade é linda, organizada e arborizada. Com seus quase 2 milhões de habitantes, é um local privilegiado do país no qual cidadãos vivem com extrema qualidade.
As rosas são o símbolo da cidade
 
A natureza está por toda a parte
São flores...
...flores...
...e mais flores que enfeitam a cidade
As árvores fazem parte do cotidiano
 Destaque para o monumento ao centro
 As casas são envolvidas por verde
A arborização urbana é linda até em pontos de ônibus como o desta praça...
  ...bem tratada
Lá não há congestionamentos. Sobram empregos. O transporte público funciona muito bem. Os "portlanders" tem consciência ambiental (reciclam com gosto, plantam árvores, não jogam lixo na rua, oferecem descontos em estacionamento para carros híbridos, entre outras coisas). São, também, esportistas - vemos pessoas pedalando suas bicicletas e indo de um lugar ao outro por meio das próprias pernas ou caminhando ou fazendo cooper.
Arte e bom humor na rua...
 
...até isso lembra a ligação que os portlanders com o meio ambiente
Esta mensagem foi colocada na árvore por ocasião de obras na rua
Eis o meio de transporte favorito de muitos portlanders
Hora do rush
Para onde eu vou?
Quer passear pela cidade? Por uma boa gorjeta estes ciclistas te levam a qualquer lugar da região central
 Em festivais de rua, algumas pessoas aparecem assim
Em um evento especial, alguém resolveu montar um sapo de areia...
 ...enquanto outros cantavam
A arte pode ser observada também nos muros

Foi neste cenário que Lanning encontrou, há 13 anos, a belíssima mansão que vale milhões de dólares. A idéia de comprar uma casa como esta era antiga. "Queria muito me aposentar e começar a cuidar de um cama e café. Achei esta propriedade e pensei que seria perfeita para continuar trabalhando, mas da forma mais prazerosa possível. Todo mundo me chamou de louco". A despeito de opiniões alheias, o negócio foi fechado.

Antes mesmo de pagar pelo imóvel ele não perdeu tempo e já começou a promover sua idéia, fechando futuras reservas. "Quando finalmente compramos, a White House já estava com 100% de ocupação" - situação que se repete anualmente. "Minha casa fica lotada nove meses por ano", comemora. A justificativa para os únicos três meses em que isso não acontece fica por conta do inverno, rigoroso no destino.

Na época da compra, a mansão estava mal conservada e precisou de uma reforma. Aliás, ele não pára de cuidar da casa. "Estamos sempre atentos, pois ela pede muita manutenção", diz.

Bancar o sonho de um "cama e café dos sonhos" custa caro. Por ano, paga-se milhares de dólares em taxas. Como a qualidade dos aposentos e também do café da manhã é excelente, os hóspedes não se importam em gastar entre US$ 189 e US$ 300 na diária.
Esta escadaria leva aos quartos...
...e esta é a vista de seu topo
Os oito quartos são devidamente decorados de forma clássica. Todos bem confortáveis e equipados com TV de plasma com canais a cabo, rádio, telefone, ar-condicionado e internet wireless. Os mais caros possuem banheira também.
Suíte
Em outra UH, decoração diferente
As cores utilizadas mudam de quarto para quarto
Esta remete ao passado
Delicadeza nos detalhes...
 ...que estão por toda parte
União perfeita entre o moderno e o clássico
Todos os hóspedes ganham cookies e chocolates na primeira noite
O banheiro também é ricamente detalhado
Bonito jogo de luzes durante a tarde
Parte da diversão de se hospedar em uma mansão como esta é pode-se dar uma voltinha e descobrir novos aposentos e o que de mais interessante há neles. A decoração é clássica e chique. Lembra as casas requintadas de famílias abastadas do passado. Só na sala, Lanning entrega possuir objetos cujos valores são altíssimos. Isso tem explicação: os pertences que preenchem a casa são frutos de uma coleção de peças raras vindas dos quatro cantos do mundo - a mais antiga, européia, data de 1720.
Hospedar-se na White House foi como uma volta ao passado. Uma vivência, no presente, daquilo que lemos em livros de história e nos perguntamos se a elite de séculos atrás vivia em ambientes requintados como aquele, em cujos lustres encontramos o mais puro cristal. Foi, também, como uma ida ao museu. Causa estranheza olhar e admirar objetos antiqüíssimos que, sabe-se lá porque, valem infinitos milhares de dólares.
Esta é a sala de jantar
Uma confortável sala
 
Preocupação com cada cantinho
Lustres de cristal
Área perfeita para uma boa leitura
Cristais do abajur
 Tudo clássico, bem feito e arrumado
Lanning é um verdadeiro colecionador
Porcelanas antigas...
 ...e mais uma série de relíquias
Outra sala com...
...a porcelana mais antiga e a mais cara, que ele não revela qual é
Peças como essa podem ser vistas em museus como o Louvre
Foi como fazer uma visita à realeza e, por alguns instantes, tornar-se parte de uma realidade que não é a minha. Saí de lá com uma sensação de ter, de certa forma, mais experiência de vida, pois esta hospedagem de um dia foi capaz de ampliar a visão de mundo - exatamente da forma que um museu pode nos fazer sentir.
Serviço Portland's White House Bed and Breakfast 1914 NE 22nd Ave, Portland, Oregon 97212
Portland, Oregon, EUA
Tel: 800 272-7131 / 503 287-7131 www.portlandswhitehouse.com

Comentários