Porto de Galinhas Praia Hotel: conforto e praticidade em Ipojuca

porto de galinhas Turistas aproveitam o famoso passeio pelas piscinas naturais de Ipojuca (PE) (fotos: Priscilla Haikal)

Durante a Copa das Confederações, realizada no mês de junho do ano passado, um destino teve destaque entre a preferência dos estrangeiros: Porto de Galinhas. Segundo pesquisa realizada pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), 2,7% dos visitantes internacionais passaram pelo famoso distrito pernambucano, sendo a localidade mais procurada fora do circuito das cidades-sede da disputa esportiva. Esta temporada de verão está sendo outra prova da alta na demanda do destino. O cálculo da AHPG (Associação dos Hotéis de Porto de Galinhas) previa índices acima dos 90% de ocupação no período entre o Natal e o Ano Novo. Além disso, atualmente o distrito ocupa o quinto lugar no ranking dos mais visitados do País, recebendo aproximadamente 700 mil turistas anualmente. Com motivos e rendimento de sobra para manter o otimismo, os hotéis investem em expansões estruturais. O Vivá Porto de Galinhas, que integra a categoria plus da rede Best Western, deve iniciar no segundo semestre deste ano abrangente reforma com aporte de R$ 35 milhões. No Enotel Resort & Spa os valores chegam a R$ 350 milhões em projeto de ampliação que teve início há pelo menos três anos.

enotel_construcao Os novos espaços em construção no Enotel Resort

Seguindo esta onda de ampliação, o três estrelas Porto de Galinhas Praia Hotel prevê finalizar até dezembro deste ano a construção do terceiro bloco de apartamentos, somando 90 novos quartos à unidade. As obras devem começar ainda neste mês, após atraso de dois meses na construção devido questões burocráticas. A quantia investida supera os R$ 8 milhões.

A aposta do empreendimento é no público da chamada nova classe média, que hoje corresponde a mais de 50% dos brasileiros e que vem impulsionando o segmento turístico do País. Segundo dados do instituto Data Popular, a evolução dos gastos com viagens nessa faixa de renda é quase três vezes superior à média nacional entre o período de 2002 e 2012. “Trabalhamos com média de ocupação anual que supera os 80%. Além da crescente procura do público das classes C e D, absorvemos frequentadores de resorts em períodos de crise financeira”, explica o diretor da unidade, Eduardo Malheiros. Sob essa perspectiva, a unidade inicia o ano de 2014 dando continuidade à modernização das acomodações, valorizando a prática de tarifas competitivas e a praticidade das instalações. Em tempo, o hotel se destaca pelo bom aproveitamento do espaço sem exagero nas distâncias. *Por Priscilla Haikal

Porto de Galinhas Hotel A entrada do meio de hospedagem ipojucano Porto de Galinhas Praia Hotel

A história do Porto de Galinhas Praia Hotel teve início em meados de 2003, mas em decorrência de problemas de gestão o meio de hospedagem teve que interromper suas operações após cinco anos de funcionamento. Foi quando o engenheiro Eduardo Malheiros assumiu a administração do empreendimento e investiu mais de R$ 5 milhões na reformulação das instalações, abrangendo parte elétrica, hidráulica e configuração paisagística. Atualmente a unidade tem média de ocupação na casa dos 80% e, segundo Malheiros, a expectativa é crescer ao menos 7% ao final deste ano. O público frequentador é formado majoritariamente por turistas de São Paulo, seguido em menor escala por visitantes de Belo Horizonte e Brasília. O proprietário explica que a maior parte dos viajantes optam por estadias de uma semana, pois os pacotes são vantajosos financeiramente.

PG HotelParte de trás do prédio central onde ficam instaladas a recepção e o lobby 

Acomodações Com foco nesse incremento da demanda, há mais de um ano o empreendimento está passando por melhorias estruturais nos apartamentos, investindo cerca de R$ 50 mil em cada dormitório. Até o momento 60% das obras foram concluídas e a previsão é que em quatro meses as mudanças sejam concluídas.

"Estamos fazendo uma reformulação total nos quartos e nos banheiros, incluindo a troca de piso, do revestimento, da iluminação, de mobília, tudo. Além disso, concluímos há poucas semanas a modernização da entrada do hotel e de uma das piscinas visando renovar o nosso produto", afirma Malheiros. Ao todo são 91 dormitórios: 80 bangalôs da categoria luxo, sendo 12 deles com vista para o mar, e outros 11 apartamentos superiores instalados no corpo central do hotel. 

A&B A unidade dispõe de um restaurante principal, que funciona em três períodos diferentes do dia - café da manhã, almoço e jantar - variando entre serviços à la carte e bufê. Num ambiente espaçoso, os hóspedes podem escolher entre a parte interna ou externa para fazer suas refeições. Seguindo a tradição na qual a temática do destino predomina em vários itens decorativos, galinhas feitas de bisqui servem de suporte para o nome dos pratos servidos.

O cardápio mistura opções regiões com clássicos da cozinha internacional. No café da amanhã a variação vai de arroz doce a macaxeira, e de ovos mexidos a cuscuz de atum. No jantar o menu traz massas, carnes, e receitas como o Feijão da casa, preparado com charque e presunto, Peixe à belle meunière, e Coq au vin.

Jantar_Praia PortoReceita típica espanhola, a paella, também integra menu do restaurante

Lazer Ao lado da entrada do hotel, fica instalada a parte voltada aos esportes. São onde estão localizadas as duas quadras, o salão de jogos com mesa de sinuca e de pebolim, e também o kids club, com balanços e gangorras para as crianças. Já na área frontal da unidade, onde há acesso para a praia, fica situado o espaço de relaxamento com a opção de solicitar o serviço de massagem. Também nessa área, estão duas piscinas, uma para adultos e outra infantil, com espreguiçadeiras, mesas e cadeiras ao redor e um bar que oferece petiscos e bebidas.

Porto Praia Lazer

Serviço www.portodegalinhaspraiahotel.com.br *A jornalista do Hôtelier News viajou ao Nordeste a convite da AHPG  

Comentários