Principais festas de Réveillons do Brasil injetam R$ 5 bilhões nas economias locais

Levantamento feito pela Agência de Notícias do Turismo mostra que o período de final de ano é momento de celebração também para a indústria de viagens. De acordo com os dados da agência, apenas quatro das principais festas de Réveillon do País injetaram R$ 4,9 bilhões nas economias locais. O Rio de Janeiro, cidade com tradição de atração turística na data recebeu aproximadamente 2,4 milhões de turistas que deixaram cerca de R$ 2,2 bilhões na economia do município, segundo a Riotur. A ocupação hoteleira chegou a 97% no período.

Em Salvador, o evento de passagem de ano tem duração de cinco dias. A expectativa da prefeitura é de que dos dois milhões de pessoas esperadas para curtir os shows na Arena Cidade da Música Boca do Rio, na cidade, 410 mil serão turistas que deixarão R$ 405 milhões na economia local. Na hotelaria, a expectativa é de alcançar a marca de 100% de ocupação ante os 95% obtidos no último Réveillon.

"Os números mostram que o Réveillon é uma das principais datas para o turismo nacional e a movimentação de turistas por todo o país contribui de maneira determinante para as economias locais. O Ministério do Turismo auxilia na melhoria de infraestrutura desses destinos e também na capacitação dos profissionais que atendem esses viajantes", comenta Marx Beltrão, ministro do Turismo.

Ainda no Nordeste, a cidade de Fortaleza organizou uma festa para 1,3 milhão de pessoas, das quais 650 mil responderam ser turistas. Números preliminares indicam que R$ 1,5 bilhão tenham sido injetados na economia local. A cidade também teve aumento da taxa de ocupação de leitos atingindo 98%, em média. 

Na região Sul, o Réveillon de Florianópolis recebeu 1 milhão de turistas. Segundo a prefeitura, houve acréscimo de R$ 780 milhões na economia local.

* Foto de Capa: Pixabay/nidan

Comentários