Projetando lotação, Deville Bussiness Curitiba cria ações para Maratona de Curitiba

Deville Bussiness CuritibaBuffet de massas foi escolhido por seu valor energético

A poucos dias da Maratona de Curitiba, o Deville Bussiness Curitiba preparou programação especial para receber os competidores. Em função da proximidade com o local de partida da corrida, a unidade prevê lotação no final de semana da competição. A prova, que deverá reunir 7 mil atletas (profissionais e amadores), será disputada no dia 18 de novembro.

“O hotel prevê máxima ocupação em ambos os dias que antecedem a Maratona de Curitiba. Estamos a 10 dias do evento e já temos 80% de ocupação, e com bastante demanda”, celebra Miguel Pinto, gerente-geral do Deville Bussiness Curitiba. O executivo também informa que, se o vencedor entre os profissionais estiver no hotel, a diária será cortesia. “Cobraremos apenas os extras, como alimentação e consumo do frigobar”, acrescenta Pinto.

Deville Bussiness Curitiba: ações

Preocupado com a alimentação de quem vai participar da prova, o hotel criou uma programação gastronômica especial. No sábado (17) à noite, será oferecido um buffet (não incluso na diária) no Restaurante Alecrim. Seguindo uma dieta rica em carboidratos, o menu terá quatro tipos de massas (com três molhos), dois tipos de pizza e uma proteína (carne, frango ou peixe). Além disso, antepastos, patês, pães e conservas completam a mesa.

“O carboidrato consumido um dia antes ficará estocado no organismo, sendo uma reserva de energia para ser utilizada durante a prova. O buffet de massas é uma excelente opção para o atleta fazer essa reserva de combustível”, explica Elisângela Casagrande, gerente de Nutrição Corporativo da Hotéis Deville, que recentemente trocou os aparelhos de TVs de suas unidades.

No dia da maratona, a unidade adianta o café da manhã para às 5h, tendo em vista que a competição começa às 6h40. No cardápio, uma refeição balanceada, tendo como opções cereais, mel, frutas, ovos e tapioca, além de sucos naturais, entre outras coisas. “Cada atleta deve prestar atenção à quantidade ingerida, seguindo a orientação de seu nutricionista e não alterando muito as quantidades consumidas nos treinos”, recomenda Elisângela. 

Pinto estima que a ação na noite anterior à maratona deverá adicionar R$ 3 mil à receita da área de A&B (Alimentos & Bebidas). “Mais importante que a eventual receita adicional de A&B, é o nosso cuidado com a adequação de nossos serviços às necessidades dos hóspedes. Com isso, visamos à máxima satisfação dos clientes e superação de suas expetativas”, finaliza o gerente geral.

(*) Crédito da foto: congerdesign/Pixabay

Comentários