Qual o impacto de uma possível entrada da Amazon na indústria hoteleira?

Alexa for Hospitality - AmazonBusca por voz será realidade para reservar

A pergunta, principalmente em se tratando da primeira empresa citada no título, tende a deixar muito hoteleiro sem entender nada. Estaria a empresa de Jeff Bezos vendendo muito para hotéis? Não é nada disso. Com o anúncio da criação da Alexa for Hospitality, a gigante do e-commerce quer entrar de vez na hotelaria, mas fazendo o que?

Antes de tudo, é importante explicar que o Alexa é uma assistente digital que executa uma série de tarefas apenas com comando de voz, como a famosa Siri, da sistema iOS, da Apple. Com o Alexa for Hospitality, a Amazon mira desde hotéis de luxo a propriedades de viagens compartilhadas, informou a companhia.

Especialistas acreditam que essa é uma indicações clara do interesse da Amazon  no setor hoteleiro. Entre os esforços voltados para a hotelaria que esses analistas preveem que a empresa de Jeff Bezos deve fazer, uma certamente está voltada às buscas por voz. Isso poderia colocar a empresa no competitivo segmento de reservas online de hotéis. Mais ainda, fornecedores que por ventura poderão criar ferramentas similares ao Alexa podem fazer isso com a tecnologia da Amazon Cloud em mente.
 
Amazon e Google

Os especialistas concordam ainda, quase de forma unânime, que a busca por voz rapidamente vai se tornar outro importante canal de distribuição para os hotéis. Alguns especulam que a forma mais eficaz disso começar florescer será por meio da integração dos programas de fidelidade das redes hoteleiras no Amazon Echo ou do Google Home. Ou seja, com poucas palavras você será capaz de reservar hotéis usando gadgets já existentes no mercado.

(*) Crédito da imagem: Divulgação/Amazon

Comentários