Quarto-trenó: você encara?

A busca pela aurora boreal poderia ser mais confortável?

Está vendo a foto acima? Consegue entender do que se trata? Estranho, não é verdade? Se disséssemos que esse trenó é um quarto de hotel você acreditaria? Pois bem, é exatamente isso que essa imagem se trata. Vai aqui outra pergunta: você se hospedaria em um troço desses? Bem, se você é um “caçador” de auroras boreais não tenha dúvida que o quarto-trenó é a melhor opção possível em toda região da Lapônia finlandesa, no Ártico.

É seguro dizer que os finlandeses são um povo bastante criativo. Afinal, criar a sauna a vapor e os patins no gelo não é para qualquer um, certo? Neste caso específico do quarto-trenó, no entanto, tudo se deve à observação de possíveis dores do público-alvo para buscar soluções criativas e funcionais. 

Hoje, milhares de turistas visitam anualmente os países nórdicos (Suécia, Noruega e Finlândia) em busca de um dos fenômenos mais incríveis da natureza: a aurora boreal. Esse tipo de turismo exige, sobretudo, sorte e paciência esperando por horas sobre a tundra ártica. Enfim, não é melhor fazer isso dentro de um quarto-trenó?

Quarto-trenó: saiba mais

Concebido pela agência londrina Off the Map Travel, o quarto-trenó tem cama de casal, mesa, lavatório e aquecedor a gás com termostato. Obviamente, o teto é transparente para possibilitar uma visualização perfeita da aurora boreal.

Os guias da agência londrina, especializada em roteiros sob medida, transportam os hóspedes – e seus quartos-trenó – via snowmobile até zonas remotas da tundra finlandesa. Além disso, ensinam os clientes a fazer fogueiras e a grelhar salsichas locais para garantir uma experiência única. Um kit de suprimentos de lanches e bebidas quentes faz o resto.

Os quartos-trenós ficam disponíveis para reserva de janeiro até a neve começar a derreter, em meados de abril. Para quem tiver interesse de fazer isso ainda este ano, prepare o bolso. Como os itinerários são realizados sob medida, os preços variam – e não são nada baratos.

(*) Créditos da Foto: Divulgação/perfil do Facebook Off the Map Travel 

Comentários