Quartos autolimpáveis? O Hotel Ottilia tem

Quartos autolimpantes - Hotel OttiliaHotel dinamarquês foi aberto há pouco tempo, em Copenhague

A tecnologia chegou a um nível tal na hotelaria que, o que era inimaginável há alguns anos, atualmente é commodity. De fato, hospedar-se em um hotel tecnológico oferta uma série de experiências únicas. Agora, novos limites estão logo ali. Recém-aberto, o Hotel Ottilia está inovando numa área que poucos meios de hospedagem apostam: governança. Localizado em Copenhague, o empreendimento tem quartos autolimpáveis.

Sim, no hotel dinamarquês, você pode acordar, tomar café, sair para passear e voltar à noite e encontrar seu apartamento limpo sem a governanta ter levantado um dedo. Como isso é possível? Por meio de uma parceria com a ACT Global, a unidade usa a tecnologia ACT CleanCoat, que é transparente, inodora e ativada pela luz solar. O principal ingrediente, o dióxido de titânio, também é encontrado em filtros solares.

Em testes realizados por órgãos oficiais dinamarqueses, o spray antibacteriano demonstrou quebrar micróbios que variam da gripe à salmonela. A tecnologia consegue cobrir os cômodos com isolamento invisível e pode purificar o ar por até um ano, removendo contaminantes como fumaça de cigarro ou outros odores.

"Estamos testando a tecnologia há dois anos", diz Karim Nielsen, diretor executivo da Brochner Hotels, dona do Hotel Ottilia, em entrevista a Bloomberg. O executivo compara o spray ao revestimento invisível do Teflon e o testou primeiro no Hotel Herman K, outra unidade do grupo. Dessa forma, os dois empreendimentos são os primeiros do mundo a usá-lo.

Quartos autolimpantes - Hotel Ottilia_internaPara aplicar o produto, hotel gastou US$ 2,5 mil por quarto

Hotel Ottilia: vantagens

Segundo Nielsen, o fator determinante para a utilização da tecnologia é a facilidade ofertada para a equipe de governança. Com o ACT CleanCoat, a equipe pode focar em aspirar o chão, trocar a roupa de cama e limpar superfícies que o CleanCoat faz todo resto. Os hóspedes também se beneficiam: os quartos são limpos mais rapidamente, sem o uso de produtos químicos que podem causar reações alérgicas.

Ainda assim, nem tudo são flores. Nielsen estima que a aplicação do ACT CleanCoat em cada quarto pode custar US$ 2,5 mil. "A tecnologia é cara, mas reduzimos a carga de trabalho da equipe de governança em 50%. Além disso, reduzimos nosso consumo de água e custos com manutenção, como dos carpetes”, observa.

Outro gargalo está ligado à escalabilidade do produto. Para conseguir aplicá-lo, é preciso retirar todo mobiliário dos quartos, o que pode ser um problema e tanto em hotéis já em operação. Reformas e renovações, portanto, são os momentos mais recomendáveis para utilizá-lo. 

"Temos uma equipe muito mais feliz agora", diz Nielsen. "Passaremos a utilizar o ACT CleanCoat nos nossos hotéis o mais rápido possível e não ficaremos surpresos em ver a concorrência fazer o mesmo em Copenhague também”, finaliza.

(*) Crédito da capa: Cadwalk/Bloomberg

Comentários