Queda do mercado argentino faz Serhs Natal olhar para outros turistas sul-americanos

Laas busca novos mercados internacionais

A crise argentina tem afetado também o mercado turístico brasileiro, visto que os "hermanos" são o maior mercado emissor para o Brasil. Algumas praças (e empreendimentos) notam diminuição na vinda de turistas do país vizinho. É o caso do Serhs Natal Grand Hotel, na capital potiguar, que sentiu queda de 15%. 

"Estamos percebendo uma reação negativa do mercado argentino, devido a grande variação do câmbio entre o peso argentino e o dólar", conta Willian Laas, diretor geral do hotel à reportagem do Hotelier News.

Queda do mercado argentino: novas oportunidades

Nesse cenário, a ação do Serhs Natal, que acaba de lançar o Serhs Inclusive, foi procurar alternativas. "O mercado argentino representa cerca de 35 mil clientes anuais, ou 7 mil room nights. Por isso tomamos a decisão direcionar nossa executiva de Contas, que está baseada na Argentina, para abrir novos mercados na América do Sul", revela Laas.

A nova rota de captação de clientes inclui Uruguai, Paraguai e Chile. "São mercados nos quais não temos presença nenhuma Por isso, vamos começar a atuar nesses países para  aumentar o leque de opções para o resort", acrescenta o diretor geral.

Segundo Laas, estudos foram feitos em relação à logística das viagens dos turistas desses países. "A vinda para Natal, a partir do Chile, Paraguai e Uruguai, é quase a mesma de alguém que vem da região Sul do Brasil, às vezes até melhor", explica. "Já começamos uma ação de marketing e a ideia é cobrir o déficit que o mercado argentino está proporcionando neste momento", acrescenta.

(*) Crédito da foto de Willian Laas: Peter Kutuchian/Hotelier News

(**) Crédito da foto na capa: Matcuz/Pixabay

Comentários