Recém-criado, Cetur Fecomércio RJ promove seminário sobre segurança

Fecomércio RJEvento terá especialistas renomados sobre o tema

A Fecomércio RJ (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio de Janeiro) criou recentemente um conselho voltado para o turismo. O Cetur (Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade) reúne líderes de 18 associações do trade carioca e visa fomentar, defender e fortalecer o setor como atividade econômica no estado.

Entre as várias iniciativas planejadas pelo conselho recém-criado, uma já virou realidade. Na segunda-feira (17), o Cetur promove o I Seminário FecomércioRJ de Segurança Turística. A partir de um tema bastante sensível (e atual) no Rio, o evento vai reunir dois palestrantes bastante requisitados sobre o assunto.

O primeiro é Peter Tarlow, especialista em impactos do crime e do terrorismo na indústria do turismo. PhD em Sociologia pela Texas A & M University, Tarlow é fundador e presidente da Tourism & More Inc. (T&M). O outro palestrante é Camilo d’Ornellas, mestre em Segurança e Defesa pelo EGN (Escola de Guerra Naval)

O evento será realizado no Auditório da Fecomércio RJ, no Centro, a partir das 15h. Informações e inscrições no cetur-rj@fecomercio-rj.org.br

Cetur Fecomércio RJ: o conselho

O Cetur segue os moldes do que é feito em nível nacional pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo). Na CNC, tal qual na entidade carioca, várias associações de classe ligadas ao trade são representadas. Aliás, Alexandre Sampaio, presidente da FBHA (Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação) integra os dois grupos, sendo que comanda o conselho nacional.

Sampaio parabenizou a iniciativa e frisou a importância do alinhamento com a confederação. “A interação entre as equipes técnicas é extremamente útil, tendo em vista o levantamento de dados que subsidiam e embasam as demandas do setor, permitindo que se façam propostas efetivas para o governo”, avalia.

Outro integrante do conselho estadual é Alfredo Lopes, presidente da ABIH-RJ e do SindHotéis Rio. “Segurança e promoção turística serão duas pautas prioritárias deste conselho. Devemos lembrar que não há turismo sem segurança. E a segurança vai deste a efetividade do combate até a percepção passada para os nossos visitantes”, explica.  

Uma das propostas do conselho é aumentar a articulação com o poder público, especialmente com o Legislativo. Na avaliação do grupo, isso possibilitará que as entidades envolvidas atuem de forma proativa na proposição de ações e no acompanhamento de decisões estratégicas. Entre as associações representadas estão a Abav-RJ, Abeoc Rio, Rio CVB e Abrasel Rio, entre outras.

Outro compromisso é a elaboração de estudos técnicos, pesquisas e indicadores setoriais, acompanhando o ambiente de negócios relacionados ao estado, municípios e iniciativa privada.

(*) Crédito da foto: Ambitious Creative Co/Unsplash

Comentários