Redes Hoteleiras: Blue Tree, fruto brasileiro com raiz japonesa

 
A história da rede Blue Tree começa muito antes de 1997, quando foi registrada legal e oficialmente no papel. Pode-se dizer que a semente foi plantada quando Chieko Aoki, presidente do grupo, nasceu, há 60 anos, no Japão. O salto no tempo nos desloca até 1992, quando a empresária fundou sua empresa aqui no Brasil, país que sua família escolhera em meados da década de 1950 para fincar raízes e frutificar.
 
Em japonês, os caracteres com os quais as pessoas escrevem seus nomes têm sempre um significado bastante importante e relevante para quem o escolheu e, naturalmente, para o batizado. “Aoki” pode ser traduzido como “árvore azul” e explica-se assim a origem do nome da rede. “Chieko” carrega, entre outras interpretações, as letras que simbolizam “sabedoria” e "prosperidade". Chieko Aoki formou-se em Direito, especializou-se em Administração e Hotelaria, passou por empreendimentos japoneses, europeus e norte-americanos até fundar sua própria companhia. Hoje o portfólio da Blue Tree contabiliza 25 hotéis e 4.133 apartamentos no Brasil e na Argentina.
 

"Ao" = azul
 
"Ki" = árvore
 
 "Chi" = sabedoria
 
"e" = prosperidade
(imagens: jmode.com
e jp41.com)
Por Chris Kokubo
 
A Blue Tree Hotels é a terceira rede em número de apartamentos no Brasil, atrás somente da Accor Hospitality (19.802) e da Atlantica International (11.883). As 4.133 UHs estão distribuídas em 16 cidades do país e outras duas argentinas. São Paulo é o destino que reúne o maior número de empreendimentos: são nove hotéis na capital e um resort no interior.
 
O primeiro hotel da rede construído como Blue Tree - depois que o grupo Caesar, propriedade da Sra. Aoki, foi vendido para a rede mexicana Posadas - foi o Blue Tree Towers Nações Unidas, em São Paulo, no dia 1º de janeiro de 2000. O hotel mais antigo da rede, no entanto, é o Blue Tree Towers Recife, construído em 1994, que foi convertido da bandeira Caesar Towers mais tarde quando as negociações foram feitas, em 1998.
 
Chieko Aoki quando sua rede
completou dez anos, em 2007
(foto: divulgação)
 
O grupo divide seus meios de hospedagem em três marcas: Blue Tree Park, formada por resorts e hotéis de categoria luxo com grandes áreas de lazer e eventos; Blue Tree Premium, com hotéis de alto padrão; e Blue Tree Towers, especializada no segmento business - confira abaixo as unidades. Além disso, há o Millenium Flat, em Porto Alegre. O símbolo da rede é a folha azul, que representa o cuidado e atenção a cada detalhe. E o grupo estuda a criação de um programa de fidelidade, que deve ser lançado em breve.
 
Blue Tree Resort
- Blue Tree Park Lins (SP): 114 apartamentos
 
Área de lazer o Blue Tree Park Lins
(foto: bluetree.com.br)
 
Blue Tree Premium
- Blue Tree Premium Verbo Divino (SP): 380 apartamentos
- Blue Tree Premium Brusque (SC): 104 apartamentos
- Blue Tree Premium Fortaleza (CE): 248 apartamentos
- Blue Tree Premium Londrina (PR): 132 apartamentos
- Blue Tree Premium Salvador (BA): 200 apartamentos
 
Blue Tree Brusque, em Santa Catarina
(foto: bluetree.com.br)
 
Blue Tree Towers
São Paulo:
- Blue Tree Towers Anália Franco: 116 apartamentos
- Blue Tree Towers Berrini: 184 apartamentos
- Blue Tree Towers Faria Lima: 338 apartamentos
- Blue Tree Towers Morumbi: 400 apartamentos
 
Blue Tree Morumbi, o maior hotel da rede, com 400 UHs
(foto: Thais Medina)
 
- Blue Tree Towers Nações Unidas: 170 apartamentos
- Blue Tree Towers Paulista: 236 apartamentos
- Blue Tree Towers Santo André: 200 apartamentos
- Blue Tree Towers São José dos Campos: 104 apartamentos
 
Outras localidades:
- Blue Tree Milenium (RS): 177 apartamentos
- Blue Tree Towers Caxias do Sul (RS): 132 apartamentos
- Blue Tree Towers Curitiba: 104 apartamentos
- Blue Tree Towers Florianópolis: 95 apartamentos
- Blue Tree Towers Goiânia: 110 apartamentos
- Blue Tree Towers Joinville (SC): 84 apartamentos
- Blue Tree Towers Macaé (RJ): 132 apartamentos
- Blue Tree Towers Porto Alegre: 131 apartamentos
- Blue Tree Towers Recife: 135 apartamentos
 
No exterior
- Blue Tree Hotels Bariloche: 62 apartamentos
- Blue Tree Hotels Buenos Aires Recoleta: 45 apartamentos
 
Apartamento do Blue Tree Recoleta
(foto: Peter Kutuchian)
 
"Nossa expectativa para os próximos 12 meses é crescer 25% na receita bruta por meio da melhoria da eficiência da gestão dos hotéis atuais e pelo aumento do número de novos empreendimentos da rede", afirma Mário Lúcio de Oliveira, presidente executivo do grupo. "Estamos otimistas em relação a 2009. Começamos o ano com 100% de ocupação no réveillon e natal no resort de Lins, interior de São Paulo, resultado já fruto da ampliação e reforma que realizamos no local. Também nos primeiros dias do ano fechamos contrato para administrar uma nova unidade em Caldas Novas, Goiás, e há poucos dias, para dois novos hotéis em Natal. O grupo está encarando a crise internacional como oportunidade de novos negócios. Os hotéis Blue Tree oferecem conforto e atendimento de um cinco estrelas a custos mais acessíveis graças ao nosso modelo de gestão", completa o executivo.
 
A inauguração mais recente da rede é o Blue Tree Towers São José dos Campos, no Vale do Paraíba, estado de São Paulo, cujo investimento foi de R$ 22 milhões. Com 104 apartamentos oferece academia, sauna e piscina, além de internet wireless e espaço para reuniões.
 
Em evento realizado em junho de 2008, Chieko Aoki e Oliveira anunciaram um plano ambicioso: administrar 35 hotéis até 2010, tanto no Brasil, quanto na Argentina, Chile, Peru e América Central. "Desde outubro de 2007 estamos realizando trabalhos internos e reestruturando a forma de conduta. Eu fico à frente da gestão de serviços, estilo e cultura, e o Mário cuida da gestão de negócios", afirma a executiva.
 
Chieko Aoki e Mário Lúcio de Oliveira em evento para a imprensa
(foto: Peter Kutuchian)
 
Os detalhes que a personalidade da Senhora Aoki realça em seus hotéis podem ser percebidos por clientes criteriosos e exigentes. Há pouco tempo, ela começou a embrulhar as maçãs antes de oferecê-las aos hóspedes na recepção, o que fez com que o consumo aumentasse consideravelmente. Além disso, ideogramas japoneses estampam travesseiros, almofadas, roupões e amenities, fazendo sempre referência a suas raízes.
 
 
Almofada e amenities com ideogramas japoneses
no Blue Tree São José dos Campos (SP)
(fotos: Fernando Chirotto)
 
"A rede Blue Tree tem essecialmente duas coisas japonesas: sistema de gestão de resultados, com controle preciso, e serviços. O padrão de qualidade no Japão é muito alto e tentamos adotá-lo nos hotéis", afirma Chieko. E para tanto ela é exigente com seus 2 mil colaboradores. "O bom serviço vem da alma. Este é um conceito milenar. A equipe é reflexo do líder, por isso eu sou a primeira a seguir a filosofia da empresa. Sou muito rigorosa e exigente, mas sei reconhecer e estimulo as pessoas a darem sempre o seu melhor. Outra coisa importante é a humildade. Não é difícil ver gente que se torna arrogante por trabalhar em um hotel de ponta. Acredito que quanto mais o empreendimento fica importante mais humildade a pessoa tem que ter para agradecer aos hóspedes e continuar crescendo", ensina a executiva. O ideograma de seu nome cai-lhe como uma luva.
 
"Nosso foco é trazer resultados cada vez melhores para clientes e investidores. Para sermos os melhores sempre devemos ter qualidade nos empreendimentos e serviços prestados no conceito máximo. Com certeza a Blue Tree está muito perto de ser a melhor rede do país", acredita Oliveira.
 
Escritório central
Avenida Nações Unidas, 10.989, 7º andar, conjunto 72 - São Paulo
Telefone: 11 2185-2500 
 
Central de reservas
Toll Free: 0800-15-0500
Tel.: 11 3841-7444
Fax: 11 2185-2501
 
Serviço

Comentários