República Dominicana divulga números do turismo em 2018

RepúblicanaAté novembro, país recebeu 5 milhões de turistas

O ano nem acabou, mas o setor turístico da República Dominicana pode dizer que fechou 2018 com saldo positivo. O país caribenho teve aumento no número de turistas  estrangeiros, além de ampliação da oferta do mercado hoteleiros e das rotas aéreas. Os dados são do Mitur (Ministério do Turismo da República Dominicana).

De janeiro a novembro de 2018, segundo o Banco Central da República Dominicana, o país recebeu 5.009.417 turistas estrangeiros por via aérea. Isso significou crescimento de 6,3% frente igual período de 2017. Pelo mar, o número de visitantes internacionais é menor:  729.678 pessoas.

No que diz respeito a mercados emissores, turistas norte-americanos representam 60% do total, seguidos dos europeus (23%). Viajantes das regiões da América do Sul (20%), América Central e Caribe (4%) e Ásia também aparecem, mas em menor escala. Ao todo, eles ficam em média 8,35 noites, com custo médio diário de US$ 136,30.

"A chegada de mais e mais visitantes passa pela facilitação da entrada no destino”, explica Magaly Toribio, assessora de Marketing do Mitur. O país adotou uma série de ações para auxiliar a entrada de turistas. Um exemplo foi a inclusão da cobrança do Cartão de Turista no custo do bilhete aéreo.

Para 2018 como um todo, segundo o Mitur, o objetivo é bater a marca de 6,6 milhões de visitantes, acréscimo de 6,7% ante 2017. Além disso, as receitas oriundas do turismo devem atingir US$ 7,5 bilhões, aumento de 4,5% em relação a 2017, se confirmado.

República Dominicana: hotelaria

Outro fator que explica o bom desempenho do setor no país é o crescimento da oferta hoteleira. Em 2018, mais de 4 mil quartos foram adicionados ao inventário de 77.259 acomodações existentes em 2017. Além disso, 6,3 mil habitações foram reformadas. 

O pipeline para os próximos três anos é promissor. Segundo o Confotur (Conselho de Promoção Turística), de janeiro a setembro de 2018, 51 projetos foram aprovados no país. Com custo estimado de quase US$ 3 bilhões, esses empreendimentos devem acrescentar 13,5 mil quartos ao inventário atual nos próximos três anos. 

(*) Crédito da foto: Divulgação/Turismo da República Dominicana

Comentários