República Dominicana: muito além de Punta Cana

República Dominicana - praia em Punta CanaPunta Cana detém 70% da oferta hoteleira da ilha

Lindas praia, rica história, boa infraestrutura hoteleira, compras de luxo, cassinos e segmento Mice (Meetings, Incentives, Conferences and Exhibitions) movimentado. A República Dominicana é hoje um país que gira em torno do turismo – e que atrai muitos brasileiros. No ano passado, 93,4 mil turistas nacionais visitaram o destino caribenho, número este que era maior há alguns anos. Crise econômica e redução na oferta de voos explicam a queda, mas a atratividade do mercado tupiniquim permanece intacta. Quem garante é René Contreras, diretor do Escritório de Turismo da República Dominicana no Brasil.

Segundo o executivo, o Brasil é um mercado estratégico para o destino caribenho, apesar de ter perdido espaço nos últimos anos. “EUA, Canadá, Alemanha, França e Espanha são, nesta ordem, nossos principais mercados emissores. Historicamente, o Brasil sempre foi líder entre os países latino-americanos, mas Argentina, Colômbia e Chile ganharam destaque nos últimos anos”, explica. “Há forte relação com a redução na oferta de voos diretos oriunda do país. Buscamos acordos com Avianca e Latam Airlines (via Lima) para melhorar essa ligação”, completa.

Contreras, entretanto, aposta em uma melhora, que, segundo ele, já acontece. O executivo se refere ao aumento de 40% na entrada de brasileiros no país até maio, na comparação com igual período de 2017. “Temos pesquisas que mostram que 60% dos brasileiros voltam à República Dominicana. Ainda é prematuro fazer previsões, mas a facilitação do visto de entrada pode estimular o fluxo de turistas”, avalia. “A Latam Airlines colocou uma frequência a mais via Brasília e contribuiu para a expansão desse ano. Com ampliação na oferta de voos, o Brasil tem tudo para retomar seu potencial”, acrescenta.

República Dominicana: mais atrativos

Bom preço, belezas naturais, hotéis all inclusive e as belas praias são alguns dos fatores que mais atraem brasileiros para o país caribenho. Neste sentido, talvez a cidade de Punta Cana seja a que melhor traduz isso e, não à toa, é o destino mais procurado pelo viajante nacional. “Ocorre que o país oferta muito mais do que isso. Puerto Plata, por exemplo, é o primeiro local de colonização das Américas, tem uma rica história relacionado ao descobrimento da América. Além disso, temos outros destinos que reúnem atrativos variados para serem explorados pelos brasileiros”, afirma Contreras.

Contreras: oferta de voos afetou fluxo turístico do Brasil 

Entre eles, o executivo destaca os pontos de mergulho na costa do país, as opções de turismo de aventura, radical e natural, além dos shoppings centers de luxo. “Há boa conectividade terrestre e aérea entre esses diferentes destinos. É possível combinar isso tudo numa viagem de uma semana, portanto. Punta Cana - La Romana - Santo Domingo é o roteiro mais comum”, explica. “Apesar disso tudo, o brasileiro costuma mesmo é não sair do resort all inclusive”, reconhece.

Para quem deseja visitar o país, dois alertas são importantes, ambos relacionados a fenômenos naturais. De abril a maio ocorre a temporada de chuvas; de julho a setembro é a vez dos tufões e furacões. “No país é sol o ano inteiro. Em relação aos furacões, os estragos por aqui normalmente são menores do que em outros destinos caribenhos”, destaca Contreras. "Somos um dos poucos países que não sofrem com estragos causados pelos furacões, já que o cruzamento natural de correntes de ventos entre Porto Rico e Punta Cana os desvia pelo norte e pelo sul e acabamos recebendo apenas chuvas, enquanto passam os furacões", acrescenta.

Oferta hoteleira

A República Dominicana atrai algumas das principais bandeiras hotelarias mundiais. A lista de empresas que investem na ilha caribenha vai desde Hard Rock Hotels a Four Seasons Hotels and Resorts. Grupos espanhóis também investem forte no país, casos do Iberostar Hotels & Resorts, Bahia Principe Hotels & Resort e Meliá Hotels International.

O último, por sinal, inaugura o The Grand Reserve at Paradisus Palma Real no final do ano. Instalado em Punta Cana, o empreendimento de luxo contará com 288 quartos. Algumas unidades podem ter varandas privativas com banheiras de hidromassagem. “Punta Cana concentra boa parte da oferta hoteleira do país. No total, são mais de 60 mil apartamentos na cidade”, diz Contreras.

Turismo histórico é uma das opções dos viajantes 

O profissional destaca que o país não tem uma sazonalidade clara. “A ocupação anual no país é elevada, por volta de 85%”, destaca o diretor do escritório da República Dominicana no Brasil. “Santo Domingo, por exemplo, é bastante focado no segmento Mice. Além disso, a capital do país ganhará um novo centro de convenções”, completa.

Contreras ressalta ainda que uma nova região turística vem se desenvolvendo nos últimos anos. Trata-se de Puntarena, destino que fica mais próximo a Santo Domingo, no sudoeste da ilha. Segundo ele, o Punta Cana Hotels está construindo dois resorts de luxo no local. “Um deles pode ser operado pela Westin Hotels & Resorts, visto que a empresa tem o licenciamento no país”, revela o executivo. “Outro local que vem crescendo muito é Miches, que fica ao Norte da ilha”, finaliza.

(*) Crédito da capa: Divulgação/Escritório de Turismo da República Dominicana no Brasil

(**) Crédito da foto: Vinicius Medeiros/Hotelier News

(***) Crédito das demais fotos: Divulgação/Escritório de Turismo da República Dominicana no Brasil

Comentários