RN tem crescimento de 48% no fluxo de turistas estrangeiros em janeiro

RNPortugal foi o principal emissor de turistas

No início deste ano,os estados do nordeste se reuniram para discutir planos de ação para atrair turistas estrangeiros. O Rio Grande do Norte (RN) já apresenta números positivos neste quesito.Segundo dados fornecidos pelo Núcleo de Imigração da Polícia Federal no RN, o número de de turistas internacionais que desembarcaram na região em janeiro cresceu em 48,11% quando comparado ao mesmo período em 2019.

Estima-se que essa nova demanda tenha movimentado aproximadamente R$15 milhões referente aos mais de 3000 viajantes. A cidade que mais recebeu turistas do exterior foi  Natal, marcando inclusive uma maior entrada de estrangeiros do que saída de brasileiros.

Os principais visitantes foram os portugueses, que totalizaram 77.408 passageiros no voo Natal-Lisboa/Lisboa-Natal, de outubro de 2018 a setembro de 2019.  59,7% correspondem ao fluxo de entrada no país (inbound), enquanto 40,3% (outbound) ao de saída. Além disso, o estado também é destaque como principal rota de conexão da Latam em nível global.

RN: perspectivas

Aninha Costa, secretária de turismo do estado, defende que os números são consequência  da implantação de novos voos e frequências na alta temporada. Ela destaca a importância em “observar e valorizar os efeitos que a chegada de novos voos promovem em um destino, principalmente e se tratando de frequências internacionais. As perspectivas de fomento na economia impactam a realidade das pessoas que trabalham direta ou indiretamente no setor do turismo”.

Bruno Reis, diretor da Empresa Potiguar de Promoção Turística, também revela que está sendo feito um trabalho com “ações de marketing e inteligência comercial voltadas para o mercado internacional, tendo em vista o mercado europeu e sem esquecer o público latino, que representa hoje a nossa maior entrada. Nossa expectativa é que os esforços façam com que a busca pelo destino RN seja ampliada nesses mercados específicos também na baixa temporada”.

(*) Crédito da foto: Divulgação/Setur-RN

Comentários