Royal Jardins (SP): Atendimento personalizado e foco em eventos

Royal JardinsInauguradas após a abertura do hotel, as salas de evento apresentam boa estrutura (fotos: Filip Calixto)

Inaugurado em 2007 e caçula da rede Royal Hotéis, o Royal Jardins Boutique Hotel, situado na Alameda Jaú - região central de São Paulo -, busca seu lugar ao sol na hotelaria de uma das maiores cidades do País. Arrojada, a administração do empreendimento, que preza pela personalização na atividade de hospedar, mira ser um dos espaços mais bem quistos para eventos corporativos e sociais. Para alcançar seus objetivos, a ferramenta encontrada foi a mudança de postura, fazendo dos departamentos de gestão armas imbuídas de boa vontade na busca por novos clientes. "Este é um hotel que carrega o estilo boutique. Ou seja, é um empreendimento que preza pelo serviço", define Lucas Taets, gerente geral do meio de hospedagem. "Esta é uma unidade com atmosfera intimista e com atendimento mais personalizado. Esta é nossa marca", acrescenta. Parece contradição imaginar que um empreendimento com estas características possa ser sede de grandes eventos corporativos ou reuniões populares. Contudo os dois estilos e/ou públicos podem conviver em harmonia e a chave dessa paz é o tamanho da estrutura do lugar. Na parte de hospedagem são 98 apartamentos de tamanhos padrão - algo que não passa de 16 m². Já o funcional complexo de eventos tem quatro salas moduláveis, que servem para pequenas reuniões ou para uma palestra de maior porte que pode abrigar até 280 pessoas. Separados na intenção, eventos e hospedagem, no caso do Royal Jardins, estão intimamente ligados, principalmente no que tange aos interesses de sua administração. "Acredito que o evento perfeito é o que me gera hospedagem e que movimenta também meu setor de Alimentos e Bebidas. E é pra encontrar este tipo de oportunidade que estamos trabalhando", diz o certeiro gerente fazendo questão de lembrar o quão bem-vindos também são os clientes que demandam somente as salas de convenções ou somente quartos. Claro, há de salientar que não há novidade alguma em hotéis vendendo espaço para eventos. Mas o que se observa aqui é não é exatamente uma questão de tendência de mercado e sim a conduta ou o olhar que propõe uma operação uniforme, que incentiva as ações de evento e de hospedagem - e até de A&B - como complementos um do outro. Essa é a oferta do Royal Jardins que, estratégias de atuação à parte, cumpre bem sua oferta de serviço personalizado e feito para fidelizar. Para conhecer por inteiro a estrutura do empreendimento, a reportagem Hôtelier News visitou o meio de hospedagem e pôde conhecer a operação e os detalhes que fazer do hotel paulista um recanto acolhedor no centro de São Paulo. Por Filip Calixto

Royal JardinsUma das salas dedicadas a eventos no hotel paulistano

Instalado no primeiros subsolo do hotel, o complexo de eventos reúne quatro salas moduláveis e que podem ser organizadas de diversas maneiras. Com os ambientes unificados é possível ter uma grande sala para palestras e grandes reuniões capaz de receber até 280 pessoas. Inaugurada em 2009 - dois anos após o hotel entrar em operação -, a ala de convenções conta com equipamentos modernos e aberta a eventos sociais, inclusive. Coordenado por Nadya Naumovs, o departamento prospecta novos clientes, agenda as convenções fechadas e dá o suporte para os clientes presentes. Parte do acordo entre o hotel e os promotores de cada evento, os coffee breaks são organizados pela equipe de Alimentos e Bebidas da unidade. As refeições tem diferentes opções de cardápios fixos que variam de acordo com a quantidade de pessoas e o porte de cada reunião. Questões como quantidade de homens e mulheres em cada reunião são levadas em conta para decidir o que e quanto será servido em cada ocasião. Restaurante Situado ao lado do lobby está o restaurante do meio de hospedagem. O local serve três refeições diárias: café da manhã, almoço e jantar - o primeiro deles no sistema bifê e os outros dois na modalidade à lacarte. Com capacidade para até cem pessoas, o recinto serve clássicos da cozinha contemporânea e atende pedidos personalizados, por muitas vezes antecipados - seguindo o conceito de atendimento intimista do hotel.

Royal Jardins Boutique HotelO restaurante da vista para o jardim de inverno da unidade

A cozinha do restaurante também é a responsável por elaborar os pratos do room service - que funciona 24 horas - e dos eventos que estabelecimento recebe. Acomodação Com tamanhos parecidos, independentemente da categoria, os apartamentos do Royal Jardins tem como principal característica o conforto, virtude acentuada graças à iluminação baixa, destaque no ambiente assim que a porta dos quartos é aberta.

Royal JardinsUm dos apartamentos da unidade

Todos os apartamentos são equipados com itens de última tecnologias no mercado, incluindo WiFi,workstation, ar condicionado e televisão LED 32”, além de uma exclusiva linha de amenities. Áreas comuns Para os clientes instalados nos quartos do lugar os serviços disponíveis são: recepção 24 horas, fitness center, restaurante no hotel, bar, estacionamento, sala de reuniões e conferências, ar condicionado nas áreas públicas e elevadores com sistema de segurança. Serviço www.royaljardins.com.br  

Comentários