Rússia planeja construir hospitalidade de luxo na Estação Espacial Internacional

O turismo está crescendo em todo o planeta. De fato, a demanda para visitar novos lugares aumentou tanto que a indústria da hospitalidade pode em breve se expandir para uma fronteira anteriormente inexplorada: o espaço.

A agência espacial russa está preparada para adicionar um novo nicho de luxo à medida que retorna ao negócio de turismo espacial, adicionando acomodações cinco estrelas na Estação Espacial Internacional. O sucesso do projeto ajudaria o governo russo a competir com empresas privadas como SpaceX, Virgin Galactic e Blue Origin, que possuem planos próprios de turismo espacial - já em andamento.

Recentemente, um relatório veio à tona com uma proposta detalhada para a adição orbital de luxo à Estação Espacial Internacional, fornecendo uma lista de amenidades que inclui cabines privativas com grandes janelas para visualização espacial, academia e wifi. Além disso, os hóspedes terão a oportunidade de completar uma caminhada espacial com um cosmonauta profissional na estação. Estadas nessas acomodações seriam de uma a duas semanas.

Isso, no entanto, será um pouco mais caro do que o turismo típico e experiências de hospitalidade terrestre, com um preço para as viagens que começará em US$ 40 milhões. A caminhada espacial e a opção de permanecer durante um mês inteiro somariam mais US$ 20 milhões para o custo da viagem.

A idéia, no entanto, seria usar a receita dos turistas espaciais para pagar os custos da construção de um módulo de 20 toneladas, 15,5 metros de comprimento, que abriga quatro quartos de dormir, bem como duas estações de "higiene e medicina". 

Esta não é, no entanto, uma ideia inteiramente nova, já que a Rússia começou a explorar a idéia de um hotel espacial de luxo em 2010, quando uma empresa aeroespacial local disse que tinha planos que levariam à construção desse tipo uma propriedade até o ano 2016, algo que não aconteceu.

* Foto de Capa: Pixabay/LoganArt

Comentários