Samba Hotéis visa aumentar 8% da receita anual com projeto Samba in the Box

Guilherme Castro, diretor executivo da Samba Hotéis

Um ambiente que seja confortável, econômico e prático. Esta é a proposta da Samba Hotéis com o projeto Samba In The Box, que nada mais é do que acomodações construídas em contêineres. Guilherme Castro, diretor executivo do grupo, afirma que a novidade deverá proporcionar crescimento de 8% na receita da empresa, com a abertura de cinco estabelecimentos ainda este ano. Uma unidade demonstrativa está sendo exibida na 3ª edição do Sirha (Salão Internacional de Restaurantes, Hotelaria e Alimentação), que termina amanhã (16), no São Paulo Expo, em São Paulo. 

As cinco propriedades deverão abrir em São Paulo, Minas Gerais e Goiás. O Samba In The Box traz unidades com uma média que varia de 30 a 60 quartos. Planejado por aproximadamente oito meses, o projeto traz economia aos invesditores: cada hotel consome apenas R$ 1,5 milhão na construção. "É um investimento baixo se comparado com um hotel regular. Além disso, o tempo de construção é bem menor. Então, tudo isso tem significativas qualidades e, consequentemente, pode trazer boa margens aos investidores", ressalta Castro. 

Samba in the Box: Exemplo

As unidades demonstrativas em exposição no Sirha foram construída em apenas seis dias. Andre Luiz Pinto, sócio da Pokt Design + Arquitetura, uma das empresas parceiras do projeto, afirma que o objetivo não é esconder o fato de que tudo é feito a partir de contêineres, mas mostrar que esse ambiente pode ser aconchegante e prático. “Assim como cruzeiros, que não escondem o fato de serem feitos de metais, queremos que os nossos clientes se sintam em casa e aproveitem tudo o que tem à disposição”, conta.

Outro benefício do produto apontado por Pinto é a flexibilidade. “Fica mais fácil de atendermos às demandas de cada região. Normalmente, hotéis demoram de um ano e meio a três anos para ser construído, sem possibilidade de diminuir ou aumentar o número de quartos do projeto original. Entretanto, se vou atender a um público maior, posso alugar mais contêineres e, em poucos meses, conseguimos aumentar a oferta de quartos”, detalha. 

Confira abaixo uma seleção de fotos do projeto: 

(*) Créditos das Fotos:: Felipe Lima

Comentários