Senac-SP e entidades hoteleiras criam protocolo de reabertura para hospedagens

senac-sp- simoneSimone Scorsato, diretora da BLTA, é coordenadora do projeto

Conforme foi anunciado pelo FOHB (Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil) no início de junho, entidades hoteleiras se uniram ao Senac-SP para desenvolver um protocolo de reabertura para meios de hospedagem. O documento Meios de Hospedagem Protocolos de Higiene e Segurança foi elaborado coletivamente, com a participação de Marcelo Boeger da AMTSBE (Associação Mundial de Turismo de Saúde e Bem-Estar) e coordenação de Simone Scorsato, diretora-executiva da BLTA (Brazilian Luxury Travel Association).

A parceria visa orientar a retomada das atividades de forma segura para hóspedes e funcionários do setor com normas que olham desde o front office, governança, A&B (Alimentos&Bebidas), eventos e lazer. 

Os protocolos foram validados pelas principais associações de turismo e hotelaria como ABIH-SP (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de São Paulo) e Resorts Brasil. As entidades fazem parte de um movimento coletivo de debate sobre normas para segurança de hóspedes e colaboradores, intitulado Movimento Hospitalidade Segura, que foi conduzido por inúmeras reuniões com profissionais do setor de hospitalidade e em colaboração com as entidades hoteleiras.

Senac-SP: o manual

Para a elaboração do manual, foram considerados quatro principais eixos, sendo eles: front office, governança, alimentos e bebidas e eventos e lazer. Pesquisas em documentos de benchmarking e boas práticas nos âmbitos nacional e internacional serviram de subsídio para a elaboração do guia.

"Um dos momentos mais ricos na produção do conteúdo foi a discussão com profissionais que atuam nas quatro frentes mencionadas. Assim, ouvimos questões práticas para incorporá-las ao documento. Afinal, ninguém melhor que os profissionais que estão na linha de frente para apontar as necessidades de adaptação para lidar com a pandemia", afirma Marcia Harumi Miyazaki, coordenadora de desenvolvimento da área de hotelaria e eventos do Senac-SP.

O material contemplou diversos tipos e tamanhos de empreendimentos hoteleiros e considerou as premissas básicas para garantir a prevenção em saúde e a não transmissão do novo coronavírus, preconizando distanciamento social, higiene pessoal, sanitização dos ambientes, comunicação, bem como monitoramento dos protocolos e outras recomendações.

A elaboração do manual teve início em meados de abril, momento no qual houve a necessidade de consolidar os protocolos em hotelaria para uma prestação de serviços adequada às circunstâncias atuais.

Segundo Marcia, o documento foi encaminhado a órgãos governamentais, como a Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo e o Ministério do Turismo, com o objetivo de auxiliar no processo de reabertura, previsto para julho.

(*) Crédito da capa: Peter Kutuchian/Hotelier News​

(**) Crédito da foto: Vinicius Medeiros/Hotelier News

Comentários