Setur apoia MTur em pesquisa sobre perfil do turista estrangeiro

Setur-BA apoia pesquisa sobre turismo estrangeiroPesquisa será feita nas áreas internas dos voos internacionais

A Setur (Secretaria de Turismo da Bahia) apoiará a realização da quarta etapa da pesquisa Demanda Turística Internacional, promovida pelo Mtur (Ministério do Turismo). Executado pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), o estudo será apurado junto as áreas internas de embarque e desembarque dos voos internacionais. O resultado de todas as fases da pesquisa está previsto para 2020. 

Na Bahia, o apoio da pasta inclui disponibilização de espaço para treinamento dos pesquisadores e no processo de autorização e credenciamento para acesso às áreas do aeroporto. Entre os objetivos da pesquisa está a caracterização e dimensionamento dos consumidores do turismo receptivo internacional no Brasil; fortalecimento de bases de dados do sistema de informação e estatística de turismo; e disponibilização de informações que subsidiem a tomada de decisões do setor público e privado.

Setur: pesquisa como subsídio

De acordo com Fausto Franco, secretário de Turismo da Bahia, as informações apoiarão a pasta na definição e acompanhamento de políticas públicas e em ações de promoção e atração de investimentos. Também servirão de servir de subsídio em tomadas de decisões por parte do setor público em geral e do setor privado.

Em junho deste ano, o MTur divulgou os resultados da pesquisa relativa ao ano passado. Entre outros dados, foi apontado que 95,4% dos visitantes do exterior pretendem voltar ao país.

No ranking geral dos principais emissores para o Brasil aparecem Argentina, com 2,4 milhões de visitantes, Estados Unidos (538.532) e Chile (387.470). Os turistas europeus são os que permanecem por maior período no país, com 23,6 pernoites. A hospitalidade brasileira foi o item mais bem avaliado pelos turistas estrangeiros, com aprovação de 97,9% dos viajantes. Logo após vieram alojamentos (96,7%), gastronomia (95,9%) e restaurantes (95,8%).

Crédito da foto: Divulgação/Ascom-Setur

Comentários