Setur-BA avalia grau de satisfação do turista com o Carnaval

setur-baNo total, 1,7 mil turistas foram entrevistados

Um dos destinos mais procurados durante o Carnaval, Salvador recebeu 2,3 milhões de turistas este ano. Os viajantes que passaram pela capital baiana geraram uma receita de R$ 1, 25 bilhão, no período entre 20 e 26 de fevereiro. Para saber o grau de satisfação dos foliões, a Setur-BA (Secretaria de Turismo da Bahia) realizou a Pesquisa de Caracterização e Dimensionamento do Turismo Receptivo e Avaliação de Serviços Durante o Carnaval de Salvador – 2020.

No total, 1,7 mil turistas foram entrevistados por 18 pesquisadores no período de 22 a 27 de fevereiro, entre brasileiros e estrangeiros. Os turistas residentes no Brasil representaram 92% dos entrevistados, enquanto 7,8% eram residentes no exterior. Entre os turistas internacionais, a Argentina destacou-se como maior emissor (16%), seguida pelos Estados Unidos (10%) e Israel (9,4%).

O estudo teve como objetivo identificar o perfil dos turistas que visitaram Salvador durante o Carnaval, seus hábitos e avaliação dos serviços, equipamentos e atrativos turísticos, além de dimensionar a receita gerada por eles no período pesquisado.

A média de idade entre eles foi de 34 anos, com renda média de R$ 6.389,96, sendo na maioria pessoas do gênero feminino (51,8%). A hospitalidade do povo baiano foi o que mais agradou os visitantes nos dias de folia (40%), além do festejo em si (26%).

Para o secretário estadual do Turismo, Fausto Franco, a pesquisa demonstra o nível de satisfação dos turistas com a festa, serviços e equipamentos da capital baiana. “A grande maioria dos entrevistados, cerca de 86%, disse que pretende voltar em uma próxima edição, e muitos deixaram a cidade satisfeitos com nossa hospitalidade, nossas praias, serviços de hospedagem e as melhorias que vêm sendo feitas no aeroporto”, afirma.

Setur-BA: serviços

A maior parte dos turistas entrevistados avaliou positivamente os serviços dos estabelecimentos de hospedagem. Atendimento, serviço de garçom, camareira e alimentação foram apontados como muito bom e bom, representando mais de 80%. Dentre os entrevistados, 63% frequentaram bares e restaurantes da capital baiana. O gasto médio dos turistas por pessoa no período foi de R$ 1.969,97.

“Os resultados comprovam que o Carnaval de Salvador é um evento de importância para a promoção do turismo da Bahia, movimentando diversos segmentos que provocam efeitos multiplicadores na cadeia produtiva e a consequente dinamização da economia do estado”, diz  Benedito Braga, chefe de gabinete da Setur.

O atendimento do projeto Guias e Monitores, da Setur, também foi muito bem avaliado na pesquisa. Entre os turistas entrevistados que utilizaram o serviço, 94% consideraram o atendimento como muito bom ou bom. A principal forma de participação dos visitantes que passam o Carnaval em Salvador foi o festejo de rua (60%), seguido por camarote (37%) e blocos (37%).

Simultaneamente, a Setur realizou no mesmo período a Pesquisa de Desempenho dos Meios de Hospedagem de Salvador e alguns municípios do entorno, como Mata de São João, Camaçari, Lauro de Freitas, Candeias e Simões Filho.

(*) Crédito da foto: Divulgação/Setur-BA

 

Comentários