Setur-SP: Turismo paulista receberá R$ 74,7 mi através de programa

setur-spDoria anunciou a liberação de R$ 30 mi no combate ao coronavírus

A medida que a pandemia do coronavírus cresce no Brasil, os setores do país começam a sentir as consequências. A cidade de São Paulo é o epicentro da crise, e reúne o maior número de casos. Inclusive, na última terça-feira (17), o prefeito Bruno Covas chegou a declarar estado de emergência.  O turismo passa por um delicado momento, com queda em ocupação e diminuição no número de voos. No intuito de reduzir os impactos na cadeia produtiva do setor, a Setur-SP (Secretaria de Turismo de São Paulo) realizou um workshop online de crédito turístico. 

O evento aconteceu na terça-feira (17) através de um transmissão online, que contou com 3 mil pessoas assistindo. O workshop integra um programa da Secretaria, anunciado no ano passado, que tem como objetivo disseminar o acesso a linhas de financiamento oferecidas por bancos parceiros a empresas e prefeituras.

Ao todo, a iniciativa já soma 93 solicitações e cadastros pelo sistema, o que resulta em R$ 74,7 milhões em empréstimos ao setor, do qual R$ 64,7 milhões são destinado para capital de giro, uma das principais preocupações de empresa, uma vez que as atividades comerciais encontram-se em pausa. 

Esse total será dividido entre o Banco do Povo (que atende micro e pequenos empreendedores individuais, as MEIs), Desenvolve SP, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil, que já estão com as demandas. Dentre os segmentos que receberão os benefícios estão hotéis, agentes de viagens, organizadoras e promotoras de feiras e eventos, receptivo e transporte executivo.

Setur-SP: medidas

Além disso, o governo continua a buscar novas medidas de redução de danos. A Secretaria, junto a 14 entidades do trade, preparou um documento com 26 providências para os âmbitos federal, estadual e municipal, e algumas delas já estão estão sendo implementadas.

No fim de fevereiro, o governador João Doria anunciou a liberação de R$ 30 milhões para o combate ao coronavírus. Na última quarta-feira (18), Doria anunciou mais um investimento: será feita uma abertura de linha de crédito no valor de R$ 500 milhões para os segmentos do turismo, englobando ainda restaurantes e economia criativa.

Em meio à crise, o secretário de Turismo, Vinicius Lummertz, defende que a “Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo continuará à disposição de todos, alinhada com os esforços para conter a evolução da pandemia e cuidar para que a atividade turística possa voltar brevemente a gerar empregos, renda e desenvolvimento social”.

(*) Crédito da foto: Divulgação/Governo de São Paulo

Comentários