Sheraton adere a práticas sustentáveis em Chicago

logo_brown

Os enormes edifícios de Chicago pretendem tornarem-se verdes com a instalação de aparelhos para aumentar a eficiência energética, como detectores de movimento nas luzes, parte de um projeto que as autoridades esperam que inspire mudanças em todos os Estados Unidos. No hotel Sheraton Chicago Hotel & Towers, o engenheiro Ryan Egan comemora a tecnologia de seus novos termostatos e a economia de 136 mil dólares na conta de luz, aderindo à causa. Vinculada ao sistema de reservas, a aparelhagem controla a temperatura dos quartos para regulá-la até o momento exato da chegada do hóspede. Um sensor infravermelho faz com que a economia seja contínua. Quando o hóspede deixa o quarto, a temperatura começa a mudar novamente, dando ao sistema de aquecimento ou resfriamento uma pausa até que necessitem ser utilizados novamente. Não é uma mudança aleatória. O termostato é programado para permitir que o quarto seja aquecido ou resfriado até o ponto possível de retomar a temperatura pré-estabelecida 12 minutos antes de o retorno do hóspede. O hotel Sheraton é um dos 14 grandes prédios comerciais de Chicago que participam do projeto de Retrofit, termo utilizado na engenharia para designar a modernização de equipamentos, com o objetivo cortar o custo da energia utilizada em 20% nos próximos cinco anos, com uma economia estimada de 5 milhões de dólares por ano. Se conseguirem chegar ao objetivo, seria como tirar 8.000 carros das estradas.

As informações são da AFP.

Serviço www.sheratonchicago.com

Comentários