Ted Talks: Adit Hotel discute marca, multipropriedade e condohotéis

Dando continuidade a Adit Hotel, após as discussões sobre comunidades turísticas planejadas, palestras no modelo “Ted Talks” aconteceram no evento. Em três apresentações de 15 minutos cada, debateu-se sobre a importância da consolidação de uma marca, multipropriedade e condohotéis.

Adit HotelMarcas conhecidas foram citadas, como Coca-Cola e Apple

Na primeira palestra, Carolina Pinheiro, vice-presidente de Desenvolvimento América Latina da Wyndham Hotels & Resorts, citou exemplos de marcas conceituadas em mercados não-hoteleiros e a maneira como a divulgação influencia nisso. “Coca-Cola, Apple e McDonald's se tornaram referência não somente pela qualidade de seus produtos”, afirmou Carolina.

Segundo a executiva, a relação da marca com o público é o segredo para que represente setores inteiros ou construções, tal como “tecnologia” ou “família”.

Encerrando, cinco passos foram definidos para o sucesso de sua marca: definir a missão; nicho específico; contar histórias; ter um concorrente e fazer lançamentos constantes.

Adit hotelRelacionamento se tornou mais rápido e fácil com WhatsApp

Em seguida, Alexandre Zubaran, CEO da Enjoy Hotels & Resorts, ressaltou a relação entre proprietários de unidades multipropriedade. “As mídias sociais, principalmente WhatsApp, são responsáveis pelo engajamento das pessoas do setor”, salientou o executivo.

Para Zubaran, a autossuficiência do consumidor faz com que o produto seja construído de acordo com a demanda identificada nas mídias. O executivo citou ainda o Enjoy Olímpia Park Resort, administrado pela Enjoy Hotels & Resorts, como uma unidade que realiza a comunicação dinâmica com o usuário.

Adit HotelDefinições, mudanças e análises sobre as novas regras

Caio Calfat, da Caio Calfat Real Estate Consulting, encerrou a programação da manhã com um assunto delicado. Definida recentemente, Calfat falou das mudanças na Instrução CVM 602, de 27 agosto de 2018, que estebeleceu definitivamente a regulamentação para condohotéis.

“Durante a Copa do Mundo de 2014, a indústria teve grande crescimento, o que resultou numa oferta exacerbada de condohotéis. Portanto, uma melhor regulação desse meio era mais que necessário, traz mais segurança para todos os players do mercado”, falou Calfat.

Os principais pontos definidos, segundo o executivo, foram o fim da exigência de público qualificado como alvo; a obrigatoriedade de registro da oferta junto ao SRE e o prazo de distribuição de até 36 meses desde o início do processo - com possibilidade de prorrogação desse prazo em uma vez.

Comentários