The Surrey, hotel novíssimo no badalado Upper East Side de NY

Entrada discreta do The Surrey combina com o bairro onde está localizado na metrópole de Nova York (fotos: Chris Kokubo)
Caminhar pelas alamedas do Central Park no início da primavera é dos passeios preferidos de muitos novaiorquinos e turistas. O frio aos poucos vai embora e o branco da neve dá lugar ao verde das folhas e ao colorido das flores. Trata-se da mudança de estação trazendo ares renovados para a grande cidade.
Para hospedar-se em um destino conhecido como celeiro de novidades e tendências, nada melhor do que experimentar um hotel tinindo de novo. Após reforma completa de US$ 60 milhões, o The Surrey, localizado no descolado Upper East Side, bairro modernoso de Manhattan, abriu recentemente as portas de seus 190 apartamentos. O Hôtelier News esteve por lá para experimentá-lo e mostra aqui o resultado do investimento.
Por Chris Kokubo*
Após 18 meses fechado para as mudanças, o hotel foi reaberto em novembro de 2009
Em 11 andares espalham-se 190 apartamentos. A fachada remete a um edifício residencial
Comandada pela arquiteta e designer de interiores Lauren Rottet, a reforma trouxe ao hotel o conceito de mix entre atmosfera residencial com peças adquiridas ao redor do mundo, o que proporciona ao The Surrey ambiente bastante acolhedor.
O Upper East Side é assim chamado pois fica a leste (east) do Central Park. O bairro é um dos mais caros para se morar de todo os Estados Unidos e abriga instituições como o Museu Judeu de Nova York, o Metropolitan Museum of Art e o Museu Guggenheim. Além disso, o The Surrey está a uma quadra do parque mais famoso das Américas.
O balcão da recepção fica à direita de quem entra
  Luz natural, velas, cores sóbrias, e rosas brancas dão o tom no lounge de entrada
Spencer H. Wadama, à esquerda, responde pela gerência geral. Mathhew Barwise é um dos recepcionistas. São mais de 100 colaboradores na equipe
Obras de arte fazem parte da decoração do lobby, restaurante e habitações, estas com área entre 32 e 197 m². A Suíte Presidencial, que ostenta a maior metragem entre as UHs, oferece terraço, piano, sala de jantar, de estar, dois quartos, bar e três banheiros.Para proporcionar ao hóspede um ambiente mais caseiro, estão disponíveis também na maior UH computador da Apple, lareira, chuveiro separado da banheira - de onde pode-se tranquilamente assistir a televisão - e sauna seca. A vista, para o Central Park, pode ser apreciada a partir da poltrona customizada com dizeres que fazem alusão ao parque. No 17° andar encontra-se a Penthouse, com 105 m², também repleta de facilidades, requinte e peças de arte.
Os detalhes tentam transportar o hóspede para a década de 1930
  Sofás para espera na área dos elevadores e capricho nas chaves eletrônicas
Gran Deluxe Salon, com TV LCD 37'', caixas de som para ipod e cofre eletrônico
Garrafinhas de água cortesia na abertura de cama
  Influência da estilista Chanel nos carpetes e requinte dos detalhes
O hóspede pode solicitar que o bartender venha até seu apartamento preparar-lhe um drinque
  O mini bar é repleto de guloseimas de qualidade. Roupão Pratesi, chinelos macios e guarda-chuva fazem parte dos amenities
  O tampão da mesa de trabalho vira espelho e amplia o ambiente. Nas camas Dux, exclusividade de uma dúzia de hotéis nos Estados Unidos e outros poucos pelo mundo, travesseiros saídos de um menu especial
Grande e aconchegante sala de estar da Presidential
 
  Computador Apple, bar privativo, piano de cauda e sala de jantar para dez pessoas são algumas das vantagens do apartamento
Além disso, cozinha toda equipada e máquina Nespresso
São dois quartos na suíte presidencial
 
O apartamento oferece ambientes extremamente convidativos
 
  A uma quadra do Central Park, o hotel traz frases que remetem ao parque em almofadas e quadros. A sauna seca também faz parte da presidencial
    No banheiro, a surpresa fica por conta da banheira com TV exclusiva. Amenities exclusivos, chuveiro na medida certa e toalhas macias para o bem estar do hóspede
  Interruptores com controladores de tempo e temperatura no quarto e banheiro
Na papelaria do hotel, que inclui os envelopes, folhas, cardápios, folder e informativos, a textura do papel é em alto relevo, e harmoniosamente combina com as paredes dos corredores, a estampa das toucas de banho, os amenities e carpetes. São florais e desenhos que remetem a arabescos do século 18 encontrados por Lauren Rottet em viagens a Milão, na Itália. Os roupões de algodão, da requintada loja Pratesi - US$ 600 a peça - completam os mimos oferecidos em todos os apartamentos.
Rosas brancas exuberantes acompanham o cartão de boas vindas assinado pelo gerente geral. Na mesma cabeceira, telefone sem fio
Além das flores, apetitosos bombons para agradar o olhar e o paladar
  O móvel pichado dá o ar moderno ao lobby da recepção. Para este próximo final de semana, as tarifas variam de US$ 440 a US$ 7.500. E a antiga porta da Penthouse foi a única peça de decoração que permaneceu após a reforma do empreendimento
No térreo, logo após a entrada do hotel, encontram-se as duas opções de restaurante do hotel, sem mencionar o servico de quarto 24 horas. À direita, o cliente dá de cara com o Café Boulud. Comandado pelo chef Daniel Boulud, traz menu que aproxima-se da culinária clássica francesa com toques de outras diversas partes do mundo.

À esquerda, também sob a batuta de Boulud, o Bar Pleiades, batizado assim em homenagem a um restaurante na França frequentado por artistas e celebridades nos anos 70 e 80. A decoração do bar tem como inspiração a estilista Coco Chanel e os estabelecimentos art deco dos anos 30.

Para jantares e encontros em grupo para até 40 pessoas, o The Surrey oferece salas particulares com o mesmo serviço e produtos encontrados no Café Boulud. No 17° andar, oposta à entrada para a Penthouse, está o Roof Garden, um aconchegante café com inauguração prevista para o mês que vem. Rodeado de verde, deve ser uma nova e elegante opção para os clientes apreciarem o ambiente de Nova York.
Uma das salas preparadas para banquete
  Ao passar pela porta do hotel, à esquerda está a entrada para o Pleiades e, do lado oposto, para o Café Boulud
Os ambientes do bar remetem a frascos Chanel
  O bar está aberto do meio-dia à meia-noite, sete dias por semana
Cameron Bogue, bartender do Surrey, já ganhou fama na cidade por seus drinques originais
A propriedade que abriga o hotel foi construída em 1926, já como meio de hospedagem. Da antiga decoração, restou apenas a porta que hoje dá as boas-vindas para a penthouse. Após a milionária reforma, o The Surrey passou a oferecer um dos mais modernos hotéis de Nova York, com estação de ipod nos apartamentos, decoração descolada e, ao mesmo tempo, inspiração em Chanel no Pleiades e texturas que remetem a séculos passados.
Este contraste entre o antigo e o novo fazem do hotel um espaço ainda mais acolhedor. O fato de ser um meio de hospedagem que aceita pequenos animais de estimação salienta a hospitalidade. A arquiteta Lauren desenhou uma cama especial para os pequenos, que recebem até mesmo roupão Pratesi. Bentley é o nome do bicho de estimação do hotel, um havanês preto bastante animado.
Difícil foi fazê-lo ficar parado para a foto não sair tremida
 
Brooke Jennings, diretora de Relações Públicas, e Julia Rutkowski, de Guest Relations, nos receberam e apresentaram o The Surrey, cuja equipe de concierges é liderada pela brasileira Lorena Ringoot

Desde que foi reinaugurado, em novembro de 2009, o hotel tem recebido principalmente hóspedes a lazer. "Esta região da cidade tem menos prédios executivos. O The Surrey é um hotel boutique com ares europeus, atraímos famílias e casais interessados em um ambiente requintado e tranquilo. Nestes quatro meses, nosso principal público foi norte-americano, mas aos poucos os europeus, australianos e sul-americanos, principalmente brasileiros, serão conquistados”, afirma Julia E. Rutkowski, diretora de Guest Relations que nos apresentou o meio de hosdepagem.

No segundo andar o hóspede encontra academia e spa. Acessível com a chave do apartamento, o amplo espaço para exercícios físicos pode ser utilizado 24 horas por dia. Personal trainers cadastrados dão aulas de ioga no terraço, exercícios no hotel ou no Central Park. Pequenos mapas oferecidos gratuitamente, bem como maçãs, garrafinhas de água e fones de ouvido, mostram a extensão de trajetos nas áreas do parque mais próximas ao hotel. Tudo para estimular a prática dos exercícios.
  Academia completa e fones de ouvido, mapas, maçãs e mapas das pistas de corrida do Central Park estão disponíveis gratuitamente
Relaxamento e reenergização: Spa at the Surrey
    Variedade de chás, produtos de beleza, manicure e massagem completam as facilidades do novo hotel
Áreas de descanso individuais. Os preços dos tratamentos e massagens variam de US$ 30 a US$ 440
O ambiente do spa, por sua vez, transmite tranquilidade assim que o cliente cruza a porta. Idealizado por Cheryl Jacobs, atual diretora do espaço, conta com três salas e duas suítes para os tratamentos, além da área de relaxamento e a sala de manicure e pedicure.Antes da massagem começar, a terapeuta oferece chá e pede que o cliente escolha qual das três essências será utilizada. Música baixinho ao fundo, aroma envolvente, mesa de massagem macia e aquecida, chegou a hora de relaxar e aproveitar ao máximo. É mais uma das boas surpresas que o The Surrey, com seu ambiente novíssimo e extremamente acolhedor - tem a oferecer.
Um dos famosos taxis amarelos de Nova York passa pela porta do hotel
Mesmo num dia chuvoso, a cidade instiga um passeio pelas redondezas
Logo ali, no maior parque da cidade, Alice e seus amigos
  O Chapeleiro Maluco faz companhia a Christian Andersen e seu Patinho Feio, um pouco mais à frente
The Surrey fica bem atrás desses prédios, a menos de uma quadra do parque
O frio e a chuva não inibem as animadas turistas Cena bucólica no início da primavera, finalzinho de fevereiro
Alamedas arborizadas não perdem a beleza sem as folhas. Assim é Nova York
Serviço The Surrey Hotel 20 East 76th Street Nova York, NY 10021 Estados Unidos Tel.: +1 212 288-3700

* A repórter do Hôtelier News hospedou-se no The Surrey a convite do hotel.

Comentários