Trade turístico encontra presidenciáveis para entregar dossiê com reivindicações do setor

Na semana passado, Jair Bolsonaro recebeu o documento

Representantes de 25 associações do trade turístico realizam uma maratona de encontros com os candidatos à presidência ao longo deste mês. Nas ocasiões, os líderes do trade entregam ao candidato o documento Turismo: +desenvolvimento +emprego +sustentabilidade, com as principais reivindicações e propostas do setor.

Já entregue a cinco presidenciáveis, o material foi organizado pela Pires & Associados, com consultoria de Jeanine Pires e participação de todas as entidades que o assinam. 

As organizações que participam da elaboração do documento são parte da Cetur (Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade), da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo). São elas: FNHRBS (Federação Nacional de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares); Abav (Associação Brasileira de Agências de Viagem); Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas); Abeoc (Associação Brasileira de Empresas de Eventos); Abeta (Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura); ABIH Nacional (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis); Abla (Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis); ABOTTC (Associação Brasileira das Operadoras de Trens Turísticos e Culturais); ABR (Associação Brasileira de Resorts – Resorts Brasil); ABRACCEF (Associação Brasileira de Centros de Convenções e Feiras); Abracorp (Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas); Abrasel Nacional (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes); Abrastur (Associação Brasileira de Turismo Social); ABRATURR (Associação Brasileira de Turismo Rural); Abramar (Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos); Alagev (Associação Latino-Americana de Gestores de Eventos e Viagens Corporativas); ANTTUR (Associação Nacional dos Transportadores de Turismo e Fretamento); Bito (Associação Brasileira de Turismo Receptivo Internacional); Brasil C&VB (Brasil Convention & Visitors Bureau); Braztoa (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo); Fohb (Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil); Sebrae Nacional (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas); Sindepat (Sistema Integrado de Parques Temáticos e Atrações Turísticas do Brasil); Ubrafe (União Brasileira dos Promotores de Feiras); e Unedestinos (União Nacional dos CVBs e Entidades de Destinos).

Até o momento, Álvaro Dias (Podemos), Guilherme Boulos (PSOL), Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB) e Jair Bolsonaro (PSL) receberam o material. No próximo dia 8 é a vez de Henrique Meirelles (MDB). Os demais candidatos serão alcançados nas próximas semanas. 

Intenção dos trade turístico

De acordo com Alexandre Sampaio, presidente do Cetur/CNC, as demandas e apontamentos que integram o material foram resultado de duas reuniões com o conselho. "A partir daí o documento foi montado e distribuído", pontua. 

Segundo diz o executivo ao Hotelier News, a ideia é fazer com que o futuro presidente entenda a importância do turismo para a economia nacional e dê valor ao segmento. "Queremos que a indústria do turismo seja uma pauta mais relevante e reconhecida como setor que gera renda e empregabilidade", ratifica Sampaio.

(*) Crédito da foto: Divulgação/CNC

Comentários