Turismo interno deve injetar R$ 3,5 bi na economia do Rio de Janeiro no Carnaval

Fecomércio RJ movimentação carnavalPraia do Leme: capital deve receber muitos turistas do interior

Pesquisa divulgada hoje (1º) pela Fecomércio-RJ projeta que o turismo interno injetará R$ 3,5 bilhões na economia fluminense no Carnaval. O estudo considera gastos dos 2,3 milhões de viajantes que devem se deslocar dentro do estado no período. O montante representa 18,2% da população adulta do Rio de Janeiro.

Para Otavio Leite, secretário estadual de Turismo do Rio de Janeiro, é bom observar o reaquecimento da atividade turística. “A pesquisa revela a importância do Carnaval como um período de diversão e descanso”, observa. “Faz girar a roda da economia, gera renda de forma espalhada e empregos, mesmo que sazonalmente. A ideia é trabalhar para que mais pessoas circulem e visitem o Rio de Janeiro”, completa Leite.

Rio de Janeiro: mais dados

Em relação ao meio de hospedagem, a maioria afirmou que ficará em hotéis, pousadas ou albergues (35,9%), ajudando a movimentar a hotelaria fluminense. Na quarta prévia divulgada no período pré-carnavalesco, a ABIH-RJ (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro) informou que a ocupação está em 88% tanto na capital, quando no interior

Ainda em termos de opção de hospedagem, o estudo da Fecomércio RJ aponta que casa e apartamento de conhecidos ou familiares tiveram a preferência de 35,1% dos viajantes. Imóvel próprio (13,7%), aluguel por temporada (9,9%) e acampamento (3,8%) aparecem na sequência.

O transporte terrestre foi o principal meio mencionado pelos entrevistados (79,3%) para chegar aos seus destinos. Dentro dessa opção, destaque para carro e ônibus, citados por 59,5% e 19,8% dos viajantes, respectivamente. Já o transporte aéreo teve a preferência de 15,3% dos participantes.

(*) Crédito da capa: Gadini/Pixabay

(**) Crédito da foto: pauloduarte/Pixabay

Comentários