W South Beach (EUA) investe no mercado brasileiro com ações dentro do hotel e em solo tupiniquim

Enquanto muitos setores da economia brasileira ainda não apresentam sinais de melhora, o mercado de luxo anda na contramão e continua crescendo. Segundo empresas que fazem parte do Virtuoso, as vendas de pacote superaram 10% se comparado ao mesmo período do ano passado. 

A pesquisa apontou ainda que no topo da lista dos destinos mais procurados para viagens de fim de ano de 2017 são os Estados Unidos e a Itália. Segundo Ana Villaça, executiva da agência Fórmula Turismo, há uma busca cada vez maior por viagens personalizadas, com experiências exclusivas.
 
Pensando nesse perfil de viajante e apostando na retomada positiva do mercado brasileiro é que redes hoteleiras continuam investindo no país. É o caso do hotel de luxo W South Beach, de Miami, que viu o número de brasileiros diminuir no ano passado, mas já observa cenário mais promissor.  
 
Segundo Rick Ueno, gerente geral do hotel, em 2016 o WSobe notou um queda no número de hóspedes brasileiros, mas deixar de investir e acreditar no país nunca foi uma aposta. "Sempre acreditamos na força do Brasil. No poder de retomada", comenta.

O gerente geral Rick Ueno confia no crescimento do mercado brasileiro

Entre as ações que são realizadas dentro do hotel e em solo brasileiro destacam-se os colaboradores brasileiros, incluindo no serviço de Insider, que é um concierge de luxo; a participação em feiras como a Travel Week; ações contínuas com agentes de viagem, como por exemplo o W in Rio - evento durante o Rock in Rio para agentes de viagens, com coquetel e convite para o festival para networking; investimento em assessoria de comunicação para divulgar o hotel em mídias do País; pacotes de viagem criados especificamente para atrair público brasileiro; brigadeiros como mimos nos quartos; e early check in, sempre que possível.

Após a implementação dessas ações, Ueno diz que o número de hóspedes brasileiros e o ticket médio de gasto por cliente cresceu. Ïsso prova que tomamos a decisão mais acertada”, comemora o executivo.

* Crédito das fotos: divulgação/Hochmüller

Comentários