WTM-LA: Palestra mostra práticas essenciais para publicações em redes sociais

Palestra Facebook sobre redes sociaisFala de André Gyurkovits teve boa adesão de público 

André Gyurkovits, do Facebook, tomou as atenções de parte dos participantes da feira no início da tarde. O profissional é consultor da rede social para empresas turismo e deu algumas dicas de práticas atualmente utilizadas na era do smartphone e das redes sociais.

A palestra foi chamada de 'Como se diferenciar entre tanto conteúdo?' e trouxe exemplos bem sucedidos de empresas que servem como case no assunto. Os conceitos de interação e imersão foram o centro da fala do executivo.

O primeiro deles, o interativo, é o mais comum e conta com a participação de quem recebe a mensagem. A imersão exige mais interesse do receptor mas tem efeito de engajamento compatível quando funciona.

"O cotidiano das pessoas não permite que elas dediquem muito tempo para descobrir seu produto. É preciso ser rápido para transmitir a mensagem", aponta. De acordo com ele, o formato das mídias atuais exacerbou a necessidade de agilidade. Então, qualquer conteúdo produzido precisa ser objetivo para ter eficiência.

Numa breve análise, Gyurkovits explicou que o espectador passa por três fases: imediato, interativo e imersivo. Chegando a terceira ele pode ser considerado engajado. 

Plataformas de redes socias 

A plataforma de consumo, segundo o especialista, determina como deve ser produzido o conteúdo. Nesse raciocínio, o celular é a principal ferramenta e por isso, vídeos e fotos devem ser adaptados para esse instrumento. Isso significa que as mensagens devem ser passadas em conteúdo vertical, de forma dinâmica, com experimentações e mensagens diretas.

Nesse momento, o palestrante especificou o exemplo dos Stories, do Instagram. A ferramenta foi lançada em outubro de 2016 e rapidamente teve adesão dos usuários. Com um ano de uso a rede social viu triplicar as utilizações do recurso e um montante de conteúdos sem precedentes para a mídia.

Segundo o palestrante, para empresas que querem gerar conteúdo essa ferramenta é essencial e a utilização da linguagem atrelada a ela também. 

Barra de progressão, conteúdos de 15 segundos, utilização de emojifys, pausas com toque e swipe up devem ser utliizados.

"Não importa se você tem uma agência de comunicação que cuida das publicações ou faça elas por si mesmo, respeitar a natureza de cada mídia é fundamental", pontuou.

* Foto de capa: Filip Calixto

Comentários