Zank Boutique Hotel (BA): banho de design brasileiro

Fachada clássica e discreta do Zank (fotos: Cristiano Macchi, Délia Coutinho e divulgação)
 
Nada contra as grandes redes hoteleiras, mas é inegável que a hotelaria de charme e intimista tem roubado a cena em Salvador, graças a meios de hospedagem que surgiram nos últimos anos. No final de 2007 mais um representante dessa ala hoteleira foi inaugurado na capital baiana: o Zank Boutique Hotel, concebido com decoração minimalista e fazendo justa homenagem à arte e ao design produzido no Brasil na atualidade e no passado. Por Délia Coutinho*
O charmoso empreendimento conta com 20 UHs instaladas no boêmio bairro do Rio Vermelho e representa a segunda investida do grupo ZNT, de uma família de empresários paranaenses que possui há dez anos um hotel ecoturístico na região amazônica. 
Alguns dos quartos têm vista para o mar
 
Há quatro anos estão em Salvador três pessoas dessa família de empreendedores: as irmãs Raquel, Eliane e Cecília Zanchet, que participaram do projeto desde a sua concepção, escolha do local e acompanhamento das obras e hoje respondem pelas áreas operacional, financeira e marketing, respectivamente.
  A equipe do Hôtelier News foi recebida com frutas e água mineral italiana Janelas dos quartos do casarão do início do século passado
A estrutura do Zank compreende um casarão centenário, totalmente restaurado e com três UHs no primeiro andar e recepção e restaurante na parte de baixo. Atrás dele foi construído um prédio anexo, também na cor branca, onde estão a maior parte dos apartamentos, terraço com piscina, spa e sala de leitura.Não podemos esquecer também de um importante coadjuvante do projeto: a sempre presente vista para o mar, especificamente para a Praia da Paciência, no Rio Vermelho. Um jardim de coqueiros também compõe o paisagismo da área externa.
Nesta foto vê-se a lateral do prédio anexo construído atrás do casarão A escada liga o restaurante aos três quartos com decoração exclusiva do casarão Espelho d'água dá charme à área externa Este lounge para descanso é um dos cantinhos mais gostosos do hotel. Perto dele está... ...um cesto com sandálias. Os pares são amarrados com fitas do Senhor do Bonfim Observe a vista que se tem do ambiente   Um pé de pimenta malagueta fica na área externa
A decoração de interiores, feita por Judith Pottecher, propõe, segunda ela, "um mergulho na arte de viver brasileira". Somente designers do país assinam peças do Zank, a exemplo de Sérgio Rodrigues, Porfírio Valadares, Carlos Mota, Paulo Mendes da Rocha, Guilherme Leite e André Bastos. E é nos quartos, principalmente, que é visto este primor pela decoração. Foram criadas diferentes atmosferas para as unidades.
 
As variações vão do apartamento barroco, que lembra a passagem da índia Catarina Paraguassu pela corte francesa, à UH tropicalista, com móveis setentistas e referências ao movimento cultural que tem Gal Costa e Caetano Veloso entre seus ícones.Há também um quarto em homenagem à cidade de Cachoeira, no Recôncavo Baiano, uma UH estilo anos 50 em alusão à chegada do modernismo ao Brasil e apartamentos classificados como neo-barrocos, clássicos contemporâneos e raízes. Enfim, um verdadeiro passeio cultural. Em comum: todos os quartos têm lençóis de algodão egípcio, travesseiros de plumas de ganso e amenities Natura.
 
  Amenities de mais alta qualidade da linha Ekos, da Natura, e TVs de plasma estão em todos os quartos...  ...assim como cofre digital, sandálias Havaianas brancas e minibar Nomeado de apartamento Barroco, este quarto lembra a fase luxuosa da vida da índia Catarina Paraguassu. A história conta que ela e Diogo Álvares Caramuru, que formam o primeiro casal miscigenado brasileiro, estiveram na França no século XVII Charmoso banheiro do quarto barroco, que traz uma banheira preta esmaltada... ...e, ousadamente, tem sanitário e chuveiro com parede transparente. É um quarto oferecido prioritariamente para casais em lua de mel  O apartamento nomeado Colonial foi inspirado na cidade baiana de Cachoeira. A cama traz uma réplica dos gradis das casas da pequena cidade histórica Sua pia tem parede de azulejos também inspirada no lugar Uma das três UHs do casarão é a Modernista, uma verdadeira volta no tempo dos primeiros móveis modernos brasileiros, datados dos anos 50. Notem na cama os pés-palito, tendência do décor naquele tempo Banheira com recosto também reflete a época, assim como as pias e tapete felpudo no chão do banheiro Os três quartos mostrados acima ficam no casarão. Agora vamos ver alguns presentes no anexo. Este é o clássico contemporâneo, bem clean, com objetos que chamam a atenção, como a luminária  Seu banheiro tem três divisões: chuveiro, sanitário e a pia moderna, em vermelho, ao centro N a cabeceira da cama, móvel em madeira. Destaque para a luminária presa por haste no teto Livro da famosa dupla de designers Campanas No quarto tropicalista, os móveis brancos de design arredondado e algumas peças com cores quentes são clássicos dos anos 70  A parede é decorada com quadros psicodélicos com os rostos de Caetano Veloso e Gal Costa. A pia verde completa o colorido da UH Adivinhe do que é feita a moldura deste espelho? A matéria-prima é papel de jornal Este é um luxo só: o quarto neo-barroco, todo em branco e preto
 
Luminária negra presa ao teto  Espelho e pia negros da UH Neo-barroca. Todos os objetos são criações da dupla de designers Guilherme Leite e André Bastos
 
Gastronomia A gastronomia do empreendimento foi tão bem planejada quanto a sua decoração. O Zank Restô ganhou a consultoria do chef Paulinho Martins (ex-Txai Resort), que elaborou um cardápio baseado na culinária internacional contemporânea com pitadas de ingredientes regionais. Atualmente, quem está à frente da cozinha é a chef Denise Campanharo. O restaurante funciona para as três refeições e é aberto a não hóspedes mediante reserva.
Visto de cima, o Zank Restô com mesas arrumadas para jantar, sempre com toalhas brancas e uma flor da mesma cor ao centro. Madeira no chão e nos móveis
No centro do restaurante há uma mesa retangular onde estão expostas garrafas de bebidas nacionais e importadas O desjejum também pode ser feito nestas mesas da área externa do restaurante Frutas tropicais, bolos e pães, entre outros, no buffet do café Cuscuz e quindim estão entre as delícias. Bijus, crepes e omeletes são feitos na hora e servidos na mesa do hóspede  Iorgutes, cereais, leite, café e chás também fazem parte dos alimentos oferecidos na primeira refeição do dia O couvert do jantar contém pastas diversas servidas em colheres de porcelana e pães No jantar, Salada de folhas com pedacinhos de queijoscomo entrada  No prato principal, Filé com purê de mandioquinha ou Peixe grelhado com molho de palmito   Para sobremesa: Cocada com sorvete de morango ou Profiteroles recheados 
Sanduíche com queijo brie e salada de folhas: uma das opções do room service
Estrutura de lazer Só são aceitos hóspedes acima de 14 anos no empreendimento. A medida foi adotada devido ao número de peças especiais e micro detalhes nos quartos e estrutura, o que tornam o ambiente não muito adequado para a presença de crianças. Os adultos podem se deliciar numa pequena piscina retangular no terraço, que é envolto por paredes de vidro. A vista é sensacional. Neste mesmo andar está a estrutura de spa, cujos serviços ainda estão sendo implantados. No primeiro pavimento está a sala de leitura, que ganhou tema especial: a literatura de cordel. Há inúmeros mini exemplares desta manifestação popular nordestina, além de livros de arte, romances e revistas de consumo de luxo. Gravuras do artista plástico Hansen Bahia estão nas paredes do espaço, que também oferece estações para conexão à internet.
Histórias da literatura de cordel nas prateleiras... ...que têm também gravuras do artista Hansen Bahia  Na outra parede da sala estão títulos de arte, romances e revistas
 
  O best seller Almanaque dos anos 70 está disponível para a leitura dos hóspedes assim como o livro The Secret Esta moderna chaise em madeira é um convite à leitura
 
E tem também estas poltronas vermelhas de madeira. A mesinha redonda é estampada com páginas de jornais antigos A sala de leitura funciona como business center  A piscina tem um 1,30 m de profundidade...  ...e esta vista propiciada por uma parede de vidro Sob o deque da área da piscina estão alguns móveis clean, seguindo a linha madeira com branco Quando a reportagem estava na piscina, um dos atentos  colaboradores subiu ao local com este aparelho de som MP3, que tem trilhas desenvolvidas especificamente para a piscina, recepção, café da manhã. Um show de atendimento exclusivo Banheira de hidromassagem também compõe o ambiente... ...assim como um bar que serve a piscina, também branco com madeira na decoração externa  Sala para massagens individuais com poltronas brancas confortáveis. Atrás, a brisa faz balançar a cortina
 
Celebridades Assim como outros hotéis do estilo, o Zank deve ganhar o status de pouso de celebridades, que anseiam por um local discreto e com atendimento exclusivo para ficar durante sua estada em Salvador.O hotel já recebeu o produtor norte-americano Quincy Jones e a atriz Vera Holtz como hóspedes durante o carnaval. Também já jantaram por lá a modelo Ana Hickman, a apresentadora Eliana, a atriz Cristiane Torloni e a cantora Miúcha, entre outros vips. Localização Pode-se afirmar que, ao lado de Itapuã, o Rio Vermelho está entre os bairros mais místicos de Salvador. De natureza boêmia, o local possui fervidos bares, restaurantes e tabuleiros de famosas baianas de acarajé, freqüentados, sobretudo, por intelectuais até altas horas durante todos os dias da semana.
Uma lista grande de artistas da terra tem ou já teve residência por lá: Jorge Amado, João Ubaldo Ribeiro, Caetano Veloso, Caymmi, Caribé, Mário Cravo, Cid Teixeira...Serviço Zank Boutique Hotel Rua Almirante Barroso, 161 - Rio Vermelho - Salvador (BA) www.zankhotel.com.br
* A equipe do Hôtelier News se hospedou no Zank a convite do hotel.
 

Comentários