';
Praia Ipanema Hotel - retomada e dados_interna

"Novas fases, muitas mudanças e novidades para vocês!"

Vinicius Medeiros
Editor-Chefe
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

Praia Ipanema Hotel projeta 50% de ocupação no final do ano

Por Camila Gallate 11 de setembro de 2020

O Dia dos Namorados foi importante para o Praia Ipanema Hotel este ano. Na data, o empreendimento foi o primeira a retomar operações na orla de Ipanema e Leblon, no Rio de Janeiro. Em meio à lenta recuperação do turismo na cidade, a propriedade atualmente volta atenções ao mercado doméstico para elevar as taxas de ocupação.

“Tivemos um movimento muito bom, que não tínhamos antes, do turista local”, revela Ricardo Lima, gerente geral do Praia Ipanema. O executivo conta que até mesmo pessoas que moram no bairro procuraram o empreendimento. “Então, o início da retomada foi com o público daqui e regional, mesmo sabendo que não poderiam ir à praia. Só de poder sair de casa e ter o visual do mar já bastou para eles”, completa.

Com a flexibilização da quarentena, o hotel voltou a receber também hóspedes de outras partes do país. “Agora nosso público principal é o paulista, que é o carro-chefe de qualquer hotel carioca. Minas Gerais e Rio Grande do Sul também”, acrescenta Lima. No caso dos gaúchos, segundo o gerente, a procura pode ter relação com as recentes medidas de isolamento retomadas no estado.

Praia Ipanema Hotel: recuperação gradual

Para a reabertura, o Praia Ipanema Hotel, além de adotar protocolos de segurança e higiene, criou um pacote especial para o Dia dos Namorados. “E fez muito sucesso. O resultado foi quase sete andares do hotel cheios”, revela Lima. “Temos 100 apartamentos e aproximadamente 60 foram ocupados na data”, ressalta.

Praia Ipanema Hotel - retomada e dados_capa

No feriado da Independência do Brasil, hotel carioca teve boa ocupação, puxada pelos paulistas 

Quanto à ocupação média, o gerente conta que o indicador vem melhorando mês a mês. “Em julho esse movimento começou. Agosto foi muito bom diante do momento que estamos vivendo, com uma ocupação na casa dos 25%. Setembro está indicando números melhores”, diz Lima. No recente feriado, por exemplo, o hotel teve 70% dos quartos ocupados. “E isso porque não foi disponibilizada toda oferta. Se tivéssemos autorizado, lotava”, completa.

Em agosto, o hotel contabilizou R$ 200 mil apenas com hospedagem. No mês seguinte, essa receita triplicou. No ano passado, o hotel fechou com uma média diária de 80%. “Prevemos, até o fim do ano, retornar com 50% de ocupação média”, projeta Lima.

(*) Crédito da foto: Divulgação/Praia Ipanema Hotel