';

"Bem-vindos ao nosso novo portal! "

Peter Kutuchian
Founder & CEO
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

RevPar global da IHG tem queda de 25% no 1º tri

Por Redação 7 de maio de 2020

IHGRede garantiu financiamentos para reforçar o caixa de maio

Após um desempenho satisfatório nos dois primeiros meses de 2020, o IHG (InterContinental Hotels Group) registrou queda de 25% no RevPar global no primeiro trimestre. Em março, o declínio foi de 55% e, em abril, a previsão é de recuo de 80%. Já a ocupação caiu em níveis históricos nos últimos dois meses devido à pandemia de coronavírus.

“O Covid-19 representa o desafio mais significativo que a IHG e nossa indústria já enfrentaram. Estamos respondendo em todas as frentes e tomando ações decisivas em benefício de todos os nossos stakeholders. Nossa principal prioridade continua sendo apoiar nossos hóspedes, colegas e proprietários de hotéis durante esta crise, protegendo a longo prazo e posicionando o negócio para recuperação. Gostaria de agradecer sinceramente a todos da IHG e a nossos proprietários pela maneira como responderam a esse desafio. Isso inclui proteger a saúde e a segurança de convidados e colegas; flexibilizando as opções de reserva e cancelamento para os hóspedes e protegendo o status de associação de fidelidade; e redirecionar hotéis para fornecer atividades essenciais, incluindo acomodação para trabalhadores da linha de frente, militares e membros vulneráveis ​​da sociedade”, comentou Keith Barr, CEO da rede.

Nos EUA, maior mercado do grupo, o portfólio de franquias de 3.750 hotéis tradicionais registrou níveis mais baixos de RevPAR do que o setor e, no final de abril, tinha cerca de 90% das propriedades abertas. “Nossos negócios também se concentram em mercados não urbanos que são menos dependentes de viagens internacionais de entrada e de reuniões e eventos de grandes grupos, o que fornece um nível de resiliência durante esse período difícil”, disse Barr.

IHG: medidas

Apesar do cenário desfavorável, o IHG já está tomando medidas para reduzir os impactos da Covid-19, reduzindo custos e reforçando o caixa. Em comunicado divulgado dia 27 de abril, a rede informou que garantiu financiamentos para fortalecer a receita. Pelos que foi divulgado, o grupo obteve alteração de sua linha de crédito rotativa. Com a mudança, a empresa introduz uma liquidez mínima de US$ 400 milhões.

“A resposta da IHG ao Covid-19 está centrada em permanecer fiel aos nossos objetivos e valores, e estamos tomando todas as ações necessárias para gerenciar as incertezas e os desafios enfrentados por nossa indústria. Nossa estratégia não mudou e procuraremos continuar desenvolvendo a resiliência de nosso modelo de negócios em relação ao setor". 

(*) Crédito da foto: Divulgação/IHG