';

"Bem-vindos ao nosso novo portal! "

Peter Kutuchian
Founder & CEO
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

Transamerica Comandatuba (BA) quer elevar ocupação em até 20% após adotar all inclusive

Por Redação 1 de março de 2018

charles giudice - Transamerica ComandatubaCharles: resort não vai baixar a diária média com adoção do all inclusive

A notícia, de certa forma, pegou o trade turístico de surpresa. Após anos e anos operando com meia pensão, o Transamerica Resort Comandatuba (BA) anunciou que adotará, a partir de 2 de abril, o sistema all inclusive. Diretor do empreendimento, que pertence ao THG (Transamerica Hospitality Group), Charles Giudice revela que a expectativa é elevar a ocupação em até 20% este ano. Isso tudo sem baixar a diária média, assegura.

“A inclusão de bebidas era um pedido recorrente dos clientes. Nossa expectativa é aumentar organicamente nossa margem de ocupação de 15% a 20% neste primeiro ano”, afirma o executivo. “Com a medida, queremos rentabilizar melhor o empreendimento. Por isso, em termos de diária média, não vamos baixá-la. Vamos, na verdade, trabalhá-la a partir da demanda do período. No entanto, temos uma diária-alvo de R$ 1,7 mil”, completa.

Transamerica Comandatuba: público

Guidice também acredita que o público do empreendimento não mudará após a adoção do all inclusive. Para ele, nem mesmo a parceria firmada ano passado com a operadora CVC tende a alterar esse cenário. 

“Somos parceiros de várias operadoras. Nossa ideia com o all inclusive é adequar o produto para a realidade do mercado. Como expliquei, era um pedido comum dos hóspedes, inclusive nas redes sociais”, afirma. “Nosso público habitue continuará conosco e, agora, vamos acrescentar outro perfil de clientes para aumentar ainda mais nossa ocupação e rentabilidade", acrescenta.

A adoção do modelo, embora dê mais previsibilidade para a área de A&B, exige um esforço maior da equipe do resort. Guidice revela que o planejamento para implementar o modelo já acontece há alguns meses. 

“Todas as mudanças exigem estratégias, planejamento. Para isso, capacitamos nossos colaboradores por meio de treinamentos, reuniões e conversas diárias”, conta. “Nossa cultura de hospitalidade baseia-se na excelência no atendimento. Desse modo, o novo conceito não deve exigir tão mais deles do que já estamos acostumados a oferecer”, conclui.

(*) Créditos da Foto: Divulgação/Transamérica Hospitality Group