';

"Bem-vindos ao nosso novo portal! "

Peter Kutuchian
Founder & CEO
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

Três perguntas para: Daniel Mourão

Por Nayara Matteis 6 de agosto de 2020

Daniel Mourão - tres perguntas para - internaMourão também é diretor da Escola para Resultados

Quando o assunto é marketing digital, Daniel Mourão sabe muito bem como a banda toca. O CEO da BBro Comunicação já foi músico profissional e hoje se dedica à empresa de comunicação e gestão de estratégias em ecossistemas virtuais. O executivo, que já participou de lives do Hotelier News sobre como alavancar as vendas, retoma o assunto na série Três perguntas para.

“O marketing digital se torna cada vez mais vital para a sobrevivência de qualquer negócio.  Digo vital, pois é muito mais do que de apenas necessário”, afirma. Para ele, a hotelaria ainda precisa rever sua cultura de lidar com ferramentas tecnológicas e adquirir expertise nos ambientes virtuais se quiser dançar conforme a música. “A tecnologia e o marketing digital não podem ser renegados a pequenos investimentos”, salienta.

Formado em Administração de Empresas com especialização em Publicidade e Marketing Digital, Mourão já atuou em grandes empresas como Oster Coleman, Black & Decker, entre outras. Sua relação com a hotelaria veio por meio de trabalhos executados pela BBro e seu braço de negócios, a Prezento, oferecendo soluções para projetos de redes como Accor e Caesar Park. Atualmente, é o CEO da BBro e um dos fundadores da Escola para Resultados, cujo objetivo é amplificar o conhecimento do mercado de hospitalidade e turismo com as melhores ferramentas, técnicas, estratégias e modelos de gestão.

Hotelier News: O setor hoteleiro vem apresentando um número massivo de reaberturas. Diante da transição de cenário, quais as principais estratégias de marketing digital devem ser implementadas?

Daniel Mourão: O marketing digital se torna cada vez mais vital para a sobrevivência de qualquer negócio.  Digo vital, pois é muito mais do que de apenas necessário. No momento da retomada, 99% dos cidadãos que vivem no planeta Terra vão pesquisar em um mecanismo de busca sobre hotéis, destinos, preços e reputação. Os consumidores analisarão opções usando o meio digital, e provavelmente irão converter ou reservar usando alguma plataforma online. Perceba, quase todo o processo acontece no ambiente virtual. A pandemia apenas acelerou um processo que já era evidente. 

Dominar esse ecossistema, suas particularidades e como eles se encaixam nas estratégias de comunicação e negócios é imprescindível. Métodos de conversão de clientes no curto prazo são diferentes de técnicas de branding. Como usar as redes sociais? Como atuar com LinkedIn para prospectar o segmento b2b? Como usar estratégias com os principais motores de buscas especializados para aquisição de clientes ? Como atuar com uma estratégia de CRM para resgatar inativos e aumentar o tíquete médio? Se o hotel não tem as respostas na ponta da língua já é algo a começar a pensar, decidir e executar.

HN: Qual a melhor forma de restabelecer o relacionamento com o cliente e trabalhar o engajamento dos mesmos?

DM: Para clientes que já conhecem o produto, agora é o momento de restabelecer o contato mostrando que o empreendimento está apto a recebê-lo com segurança. Use as mídias sociais para contar essa história, mostre que os protocolos de segurança são rigorosamente implementados e controlados, promova segurança e na sequência evidencie competitivos da hospedagem com o auxílio do CRM. Afinal, a sua base de dados está atualizada para se comunicar com seus clientes de forma eficaz? Use todos os pontos de contatos possíveis (email, Whatsapp, postos orgânicos e impulsionados, etc), sempre mantendo conteúdos e ofertas relevantes com a periodicidade certa.

HN: Para você, quais as principais lições que o mercado hoteleiro vai levar da pandemia no que se refere ao marketing e vendas?

DM: Podemos tirar importantes lições de toda a situação. A mais importante delas é que a zona de conforto realmente não existe. A tecnologia e o marketing digital não podem ser renegados a pequenos investimentos. Ou o hotel aprende a pilotar esse ecossistema digital e o faz com excelência ou contrate boas consultorias e agências com expertise no assunto. A cultura tem que mudar nesse sentido, os budgets de comunicação precisam ser revistos. A sintonia entre o marketing digital e vendas precisa ser perfeita: um lado trazendo a demanda qualificada e o outro cuidando com do processo de conversão de leads com todo o afinco.

(*) Crédito das fotos: Divulgação/BBro Comunicação