';

"Bem-vindos ao nosso novo portal! "

Peter Kutuchian
Founder & CEO
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

Demanda por voos domésticos tem nova queda em maio, diz Abear

Por Redação 22 de junho de 2020

abear- maioDemanda por voos internacionais recuou 96,85% no mês passado

Após recuo de 93,09% em abril, a demanda por voos domésticos registrou nova queda em maio. Segundo dados da Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas), o mês passado apresentou declínio de 90,97% em comparação ao mesmo período em 2019. Já a oferta de assentos caiu 89,58%, na mesma base de comparação.

Os indicadores representam o pior resultado mensal desde 2000, no início da série histórica na Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). Os desempenho mais fracos foram registrados em abril, quando o impacto da pandemia atingiu seu auge.

Os dados incluem as operações de companhias associadas, como Gol, Latam, Voepass e Map. Buscando driblar os prejuízos, as empresas estão retomando suas malhas aéreas de forma gradativa, além de apostarem em parcerias de codeshare para conectar rotas domésticas no país.

A taxa de ocupação as aeronaves recuou 10,92 pontos percentuais, para 70,80%. Ao todo, foram transportados 538,9 mil passageiros, retração de 92,44%. De janeiro a maio, o transporte aéreo de passageiros acumula redução de 38,79% diante de igual período de 2019, com diminuição de oferta 37,11% na mesma comparação. O aproveitamento dos aviões ficou em 80,09%, recuo de 2,19 pontos percentuais. No total, as companhias aéreas embarcaram 22,8 milhões de pessoas nos cinco primeiros meses do ano, queda de 40,76%.

Abear: mercado internacional

A demanda por voos internacionais, operados pelas companhias aéreas brasileiras, recuou 96,85% em maio, diante de igual mês do ano passado. A oferta teve queda de 95,68% na comparação anual, com a taxa de ocupação dos aviões de 62,58%, uma redução de 23,37 pontos percentuais. Foram transportados 16,9 mil passageiros, retração de 97,5%.

No acumulado dos cinco primeiros meses do ano, o transporte aéreo de passageiros ao exterior registra queda de 47,97% em relação ao mesmo período de 2019. A oferta acumula diminuição de 45,01% na mesma comparação, com o aproveitamento dos aviões de 78,62%, recuo de 4,48 pontos percentuais. No total, foram transportadas 2,06 milhões de pessoas, retração de 47,90%.

(*) Crédito da foto: Divulgação/Abear