';

"Bem-vindos ao nosso novo portal! "

Peter Kutuchian
Founder & CEO
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

Hotéis anunciam retomada das operações

Por Redação 29 de maio de 2020

hotéis- retomadaEm contrapartida, o WZ Hotel Jardins estende a paralisação

Durante o mês de março, início da crise do coronavírus no Brasil, diversos estabelecimentos paralisaram suas operações. A medida que o vírus atravessava o país, novos hotéis anunciavam aderência à quarentena. Dois meses depois, alguns já anunciam a retomada das atividades.

É o caso do Bourbon Cataratas do Iguaçu Resort. Aproveitando o aniversário da cidade, 10 de junho, Foz do Iguaçu reabre espaços turísticos como Parque das Cataratas, Itaipu e Parque das Aves. Desta forma, o Bourbon Hotéis & Resorts também retoma as operações da unidade. 

Ao todo, foram 81 dias fechado e o estabelecimento retorna ainda com restrições.  A rede revisou os processos dos protocolos de limpeza e higienização de todas as áreas internas e externas, seguindo recomendações para garantir mais segurança, proteção e bem-estar de todos. Além da unidade em Foz do Iguaçu, abrem também o Bourbon Cambará Hotel, em 3 de junho e o Bourbon Vitória Hotel, em 1º de junho.

Outro estabelecimento que decide retomar as operações é o Malai Manso, também no dia 1º de junho. Adicionando novas medidas de segurança e higiene aos protocolos, o hotel mato grossense, localizado a uma hora de Cuiabá, reabre as portas.

Fechado desde 21 de março, o resort com sistema all inclusive, próximo à Chapada dos Guimarães, volta a operar. Para o momento, a unidade reabre com apenas metade de seus 256 apartamentos, além de uma higienização intensificada, exigência do uso de máscaras por hóspedes e colaboradores e álcool em gel disponibilizado pelo ambiente.

Retomada: cuidados

Para o momento de retorno, diversos estabelecimentos renovam seus protocolos para garantir a segurança e bem-estar dos hóspedes, e dos funcionários. A rede Bourbon Hotéis & Resorts reduz a quantidade de apartamentos disponíveis. Além de adicionar um intervalo de 24 horas entre um check out e check in no mesmo apartamento.

Um selo de limpeza nas portas foi adicionado, indicando o dia e o nome da camareira que limpou e higienizou o quarto. Os estabelecimentos contam ainda com limitações e restrições de alguns espaços e atividades. Para convivência, haverá um espaço específico voltado para recreação, gastronomia ou atividades.

Já o Malai Manso, opta por refeições com horários diferenciados, maior espaçamento entre as mesas, reforço na higienização e colaboradores servindo os hospedes no buffet. Os ambientes também irão manter as janelas abertas e atividades de recreação acontecem em áreas externas. Fica disponível ao cliente um serviço de transporte interno apenas para bagagem e necessidades especiais, entretanto, shows e apresentações artísticas serão suspensas.

Nas áreas comuns, haverá maior espaçamento entre as espreguiçadeiras e mesas nas piscinas e a enfermaria fica disponível 24 horas por dia. Locais como academia, Espaço Kids, Malai Club, sala de jogos, saunas e spa permanecem fechados. E no momento da reserva, todos os hóspedes receberão uma cartilha eletrônica com as recomendações de segurança.

Na contramão dessas escolhas, o WZ Hotel Jardins anuncia que permanece com as operações em pausa durante junho. Localizado em São Paulo, epicentro da crise no Brasil, o hotel está fechado desde 23 de março. Os espaços comuns e as acomodações do estabelecimento ainda recebem um rigoroso processo de higienização, além de pequenas manutenções. Sem previsão para o retorno, o estabelecimento mantém os canais abertos para adiamento das reservas.

(*) Crédito da foto: Divulgação/Malai Manso Resort 7

(**) Crédito da foto: Divulgação/WZ Hotel Jardins