';

"Novas fases, muitas mudanças e novidades para vocês!"

Vinicius Medeiros
Editor-Chefe
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

Hotéis perdem bilhões anuais com abandonos de reservas online

Por Redação 12 de fevereiro de 2019

Reservas online - estudo de desistênciaHotéis econômicos e midscale têm maior taxa de conversão

Você provavelmente já tentou fazer reserva online de hotel, perambulou por vários sites e acabou abandonando a compra, certo? Não se sinta mal, isso é muito mais comum do que imagina. Agora, tente tirar sua camisa de cliente para colocar a do hoteleiro. Consegue perceber o potencial de receita que o setor deixa de ganhar com esse comportamento do consumidor? Bem, a IgnitionOne conseguiu quantificar isso.

Especializada em serviços de inteligência de consumo, a empresa americana divulgou estudo que estima essas perdas em até US$ 10 bilhões anuais. Outra previsão da IgnitionOne aponta que a hotelaria pode ter deixado de faturar até US$ 2,4 bilhões só no último trimestre de 2018. Ao todo, a companhia examinou 4,7 milhões de reservas online de 50 marcas hoteleiras para chegar aos valores.

A IgnitionOne esclarece ainda que avaliou toda jornada de compra do consumidor no estudo. Neste sentido, usuários que colocaram algo na cesta e saíram por alguma razão, mas depois retomaram a compra, não foram considerados abandonos. 

Reservas online na hotelaria: baixa conversão

Segundo a IgnitionOne, hotéis dos segmentos econômico e midscale têm as mais altas taxas de conversão no setor. Na direção oposta, produtos upscale e de luxo têm o mais alto nível de desistência. Ainda assim, unidades econômicas registraram expansão de 12% em dezembro de 2018 no total de abandonos quando comparado a novembro e outubro. 

É importante ressaltar que tradicionalmente, dentro do universo do e-commerce, a indústria de hospedagem não é conhecida pelo alto nível de conversão. Segundo o estudo, fatores como preço, baixa confiança do usuário e má experiência no site contribuem para o elevado número de desistências.    

Uma prova disso foi vista no último trimestre de 2018. Segundo outro estudo, dessa vez da Salecycle, que analisa diversos segmentos no e-commerce, a hotelaria teve a maior taxa de abandono de compras online do ano. Ao todo, o nível de desistência chegou a 81,1% das compras. Para efeito de comparação, o mercado da moda teve 73,5% de abandono em igual período. 

(*) Crédito da foto: John Schnobrich/ Unsplash