';

"Novas fases, muitas mudanças e novidades para vocês!"

Vinicius Medeiros
Editor-Chefe
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

MTur contabiliza 443 obras finalizadas no 1º semestre

Por Redação 13 de julho de 2020

MTur- obrasUma das principais avenidas de Gramado (RS) foi revitalizada com aporte do MTur

Como grande aposta do setor, o turismo doméstico vem recebendo auxílios do governo. Visando investir na melhoria de cidades para a retomada do turismo, o MTur (Ministério do Turismo) injetou cerca de R$ 201,9 milhões em projetos. Dentre os serviços, estão inclusos pavimentação asfáltica, revitalização de orlas, a construção e a reforma de praças, entre outros. Para este primeiro semestre de 2020, a pasta já contabiliza 443 obras finalizadas.

Segundo Marcelo Álvaro Antônio,  ministro do Turismo, as obras ajudam a preparar destinos para a retomada do mercado de viagens. “Mesmo com a pandemia, e todas as dificuldades que acompanham esta situação, é importante dizer que o trabalho não parou no Ministério do Turismo. Mais de R$ 200 milhões foram investidos nessas obras em todo o país”, aponta. “São ações importantes para fortalecer o Turismo ainda mais, porque nossa missão é deixar o setor pronto para a retomada. Especialmente porque, após a pandemia, as viagens domésticas devem ganhar um forte impulso, contribuindo para o desenvolvimento do setor e a consequente geração de emprego e renda”, complementa.

MTur: distribuição das obras e valores

Com 155 ações finalizadas, o Nordeste é a região com mais obras concluídas. Seguida pelo Sul (133), Sudeste (84), Centro-Oeste (44) e Norte (27). Analisando por estados, os 10 que mais tiveram obras encerradas foram Rio Grande do Sul, São Paulo, Santa Catarina, Paraná, Maranhão, Goiás, Bahia, Rio Grande do Norte, Minas Gerais e Sergipe. 

Quanto aos valores investidos, a região do Nordeste também aparece em primeiro, com R$ 63,3 milhões. Seguida pelo Sudeste (R$ 62,4 milhões), Sul (R$ 43,1 milhões), Centro-Oeste (R$ 18,2 milhões) e Norte (R$ 14,7 milhões). Por outro lado, os 10 estados que mais receberam recursos foram São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Goiás, Maranhão, Bahia, Ceará, Paraná, Alagoas e Rio Grande do Norte.

Para a seleção de empreendimentos, foram priorizados os municípios que constam do Mapa do Turismo do Brasil. A ferramenta faz parte do PRT (Programa de Regionalização do Turismo) e serve como medidor para aplicação de recursos públicos em destinos que adotam o turismo como estratégia de investimento e alternativa de retorno econômico. As verbas são provenientes do orçamento do MTur e de emendas parlamentares apresentadas ao órgão.

(*) Crédito da foto: Divulgação/Prefeitura de Gramado