ABIH-BA: em fevereiro, Salvador atinge maio ocupação em 8 anos

ABIH-BA- fevereiroDiária média da capital baiana chegou a R$ 447, 51 em fevereiro

Impulsionada pelo Carnaval, a taxa de ocupação de Salvador em fevereiro atingiu seu maior nível em oito anos. Segundo dados da ABIH-BA (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis da Bahia), a rede hoteleira da capital baiana bateu os 70,59%, com diária média de R$ 447,51, resultando num RevPar de R$ 315,69.

O levantamento não considerou os empreendimentos upscale, que entraram recentemente no mercado. Com eles, os resultados não seriam diferentes, com ocupação de 71,57%; diária média de R$ 358,72 e RevPar de R$ 256,72.

Segundo Luciano Lopes, recém-eleito presidente da ABIH-BA, começar o ano com altos índices é essencial para o mercado. “Mas vale ressaltar que em 2019 o Carnaval foi em março e essa grande festa tem um impacto significativo nos resultados. Entretanto se compararmos os resultados de fevereiro de 2020 com março de 2019, períodos do Carnaval, verificamos que o mês do Carnaval de 2020 foi significativamente melhor que o de 2019”.

Os números ajudaram na recuperação da hotelaria local, que registrou queda nos indicadores em janeiro frente a 2019. No mês passado, a ocupação em Salvador recuou 4,76% para 73,5%.

ABIH-BA: Carnaval positivo

Como um dos principais destinos da folia, Salvador chegou perto de sua lotação máxima no feriado, com 92% de seus quartos ocupados. Entre o Carnaval de 2019 (março) e 2020 (fevereiro), a diária média subiu 19,1%, passando de R$ 375,37 para R$ 447,21.

O Carnaval afeta positivamente a hotelaria em geral, mas atinge de forma diferenciada segundo a localização, revelando os melhores resultados para os hotéis situados no polo Barra-Ondina (Revpar de R$ 314,36), seguido pelos hotéis do Centro (R$ 296,38), Itapuã-Stella (R$ 228,78) e Pituba-Stiep (R$ 207,87).

“O trabalho conjunto entre iniciativas pública e privada, com forte divulgação do destino Salvador e da ampla programação do Carnaval, bem como a continuidade das obras visando a recomposição dos principais atrativos turísticos da cidade, são os principais determinantes desse desempenho. Para o turismo e hotelaria de Salvador fevereiro foi realmente o Carnaval dos Carnavais", revela Lopes.

Segundo últimos dados divulgados pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), o número de passageiros no aeroporto de Salvador em janeiro de 2020 cresceu 8% em relação ao mesmo período do ano anterior. Este resultado, ainda que preliminar, fundamenta previsões otimistas para 2020, compensando assim o fraco desempenho de 2019, período no qual o número de passageiros no aeroporto de Salvador caiu 5,8% em relação a 2018.

(*) Crédito da foto: joelfotos/Pixabay

Comentários